ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  08    CAMPO GRANDE 20º

Jogo Aberto

MP investiga até desvio de cobertores no interior de MS

Por Anahi Zurutuza e Liana Feitosa | 27/07/2022 06:00
Cobertores entregues durante campanha. (Foto: Prefeitura de Nova Andradina/Divulgação)
Cobertores entregues durante campanha. (Foto: Prefeitura de Nova Andradina/Divulgação)

Cobertor curto – Afastada das funções desde segunda-feira (25), quando foi alvo de operação de Ministério Público de Mato Grosso do Sul, secretária de Assistência Social de Nova Andradina, Julliana Ortega, é suspeita de “desviar” cobertores comprados pelo município. Tanto é que, segundo divulgado pelo MPMS, além das buscas na secretaria, foram cumpridos mandados na casa dela e “no depósito de materiais onde se encontravam os cobertores adquiridos pelo município que estavam sendo objeto de desvios”.

Alvos – Além de Julliana, Ana Kelly, a subsecretária de Assistência Social, também foi alvo da “Cobertor Curto”. Elas são investigadas por fraude em licitação, peculato e falsificação de documentos públicos e particulares. O nome da operação, segundo o MPMS, faz referência à tentativa de encobrir irregularidades cometendo outras.

Baile – Depois de dois anos sem promover a tradicional confraternização anual dos advogados, a OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso do Sul) começou a vender os ingressos para o Baile da Advocacia 2022. O evento será no dia 20 de agosto às 22h e para entrar na festa, será preciso desembolsar de R$ 300 (convites individuais) a R$ 2,5 mil (mesas com 10 lugares).

Sabatina – A primeira entrevistada do programa Central das Eleições, da Globonews, na senadora sul-mato-grossense e pré-candidata à Presidência, Simone Tebet (MDB), foi sabatinada por Natuza Nery, Andréia Sadi, Flávia Oliveira, Fernando Gabeira, Julia Duailibi, Miriam Leitão, Valdo Cruz, Gerson Camarotti, Ana Flor e Octavio Guedes, ao longo da noite de segunda-feira (25).

Placar – Nesta terça, as respostas dadas pela senadora foram conferidas no quadro “Fato ou Fake”. Das 15 afirmações feitas por Simone, 9 eram totalmente verdadeiras, quatro ganharam selo “mais ou menos” e duas foram consideradas falsas, como quando ela afirmou que a indústria é quem mais emprega no Brasil. Segundo os dados mais recentes do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados),o setor que mais possui trabalhadores com carteira assassina no País é o de serviços.

Audiência – A GloboNews teve 80% a mais de audiência que os concorrentes do mesmo segmento, durante a exibição da entrevista ao vivo de Simone Tebet. A senadora foi vista por 204.823 pessoas por minuto no canal, conforme a coluna Radar, da Veja. Lauro Jardim, da Folha de S. Paulo, que também fez nota sobre a audiência, informou ainda que o desempenho foi 47% maior do que a média para a faixa de horário (entre 19h e 22h23) em relação às ultimas quatro segundas-feiras.

Desnutrição - A desnutrição entre crianças de 0 a 19 anos cresceu, no Brasil, entre os anos de 2015 e 2021. As informações foram divulgadas ontem (26) pelo Instituto Desiderata, em pesquisa que destaca ainda que a fome afeta mais os meninos e meninas negros.

Fora do prato – Outro dado que chama a atenção é o da redução do consumo de feijão no País, ano após ano. “A gente vê que a insegurança alimentar e a crise econômica estão tão fortes que um alimento básico, como o feijão, está faltando no prato dos brasileiros”, afirmou Raphael Barreto, gestor do estudo, à Agência Brasil.

Aquecido – Despachantes registraram aumento de 20% na demanda por serviços desde o início da pandemia de covid-19, em 2020. Segundo o Sindesp MS (Sindicato dos Despachantes Documentalistas de Mato Grosso do Sul), a categoria precisou se adequar às novas exigências do mercado. “Ao contrário do que pensávamos, vimos nossos atendimentos aumentarem nesse período, pois as pessoas preferiram delegar alguns serviços, como idas à cartórios, ao Detran e outros processos burocráticos”, explica o presidente, Márcio Barbosa de Carvalho.

Mais procurados - Entre os serviços de despachantes mais procurados pela população desde o início da pandemia está a emissão de CNH (Carteira Nacional de Habilitação). De janeiro a junho de 2020, foram emitidas 16.123 renovações. Já no mesmo período de 2022 foram 44.938. Em relação à quantidade de primeiras habilitações emitidas por despachantes, foram 7.771 em 2020, de janeiro a junho, e 16.158 no mesmo período de 2022.

Nos siga no Google Notícias