A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 18 de Dezembro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


05/11/2018 06:00

MS 2 vezes na lista de agressão à livre expressão

Ângela Kempfer

Não basta ser pai – O prefeito Marquinhos Trad fez questão de levar a filha para prestar o Enem no domingo. Antes mesmo das 11h da manhã, quando abriram os portões, ele já estava no carro rumo à universidade onde a menina faria a prova.

Recadinho – No caminho, o prefeito gravou vídeo e postou no Instagram alertando a garotada para não se atrasar, por conta do horário de verão. Animado, também desejou “boa sorte a todos os campo-grandenses”.

Dupla censura - Mato Grosso do Sul aparece duas vezes em levantamento sobre casos de agressão à livre expressão de ideias. No total, são 41 casos relacionados em 1 ano pelo jornal Folha de São Paulo, com episódios em todas as regiões do Brasil.

Caso 1 - Por aqui, dois casos foram lembrados. O primeiro, o da apreensão de quadro de exposição “Cadafalso”, no Museu de Arte Contemporânea, em setembro de 2017, em Campo Grande, sob alegação de incentivar a pedofilia.

Caso 2 - O segundo foi recente, quando a justiça eleitoral proibiu a realização de aula pública com o tema “esmagar o fascismo”, promovida pelo diretório acadêmico da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), no mês passado.

Nioaquense - Jair Bolsonaro agora é oficialmente cidadão nioaquense. A Câmara Municipal da cidade onde o presidente eleito morou, aprovou por unanimidade a proposta apresentada pelo vereador Elson Moreira, do mesmo partido de Bolsonaro.

Festão - A Câmara tem esperança que Bolsonaro volte ao Estado para receber o título de cidadão nioaquense em mãos e promete uma super festa para entregar a homenagem ao ex-morador ilustre.

Segundo – Agora, já são 2 presidentes que passaram por Mato Grosso do Sul. Antes de Bolsonaro, Jânio Quadros viveu aqui e tem registro de nascimento em Campo Grande, apesar de historiadores garantirem que o nascimento, de fato, foi em Miranda. O que também aproxima os dois é a personalidade polêmica.

Chefe do Senado - Os jornais nacionais tem colocado a senadora Simone Tebet como parlamentar interessada no posto de presidente do Senado. No fim de semana, ela não atendeu a imprensa para falar sobre a possibilidade, mas nos bastidores, os colegas garantem que as articulações já começaram e são fortes.

Não tá fácil pra ninguém - Durante velório na madrugada de domingo, uma mulher teve o celular furtado dentro da funerária, em Campo Grande. A mulher diz que deu uma cochilada no sofá, por volta das 4h, e quando acordou já estava sem o aparelho.

Duas prefeituras podem dar calote em servidores
Quem serão? – Duas prefeituras de Mato Grosso do Sul, não reveladas pela CNM (Confederação Nacional dos Municípios), deixam seus servidores até quint...
Prefeito é gente como a gente no fim de ano
Amigo oculto - Marquinhos Trad reuniu a turma da prefeitura de Campo Grande para confraternização de fim de ano em um almoço de domingo, em salão de ...
Diplomação tem "clima universitário" e Bolsonaro "presente"
Festa – Realizada na mesma época das colações de grau de universitários, a diplomação dos eleitos neste ano teve um quê desse tipo de festa. A platei...
Preso usa marmita para escapar da polícia
MacGyver – Na sexta-feira passada, o detento Thiago Miranda dos Santos Ferreira, de 19 anos, conseguiu abrir as algemas e escapar, na porta do Presíd...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions