ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  20    CAMPO GRANDE 20º

Jogo Aberto

Na pandemia, MP economizou R$ 126,3 mil com home office

Por Adriel Mattos, Guilherme Correia, Bruna Marques, Nyelder Rodrigues e Gabriela Couto | 06/10/2021 06:00
Sede do MPMS, no Parque dos Poderes. (Foto: Marcos Maluf/Arquivo)
Sede do MPMS, no Parque dos Poderes. (Foto: Marcos Maluf/Arquivo)

Teletrabalho - Nos primeiros 12 meses da pandemia de covid-19, o MPMS (Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul) conseguiu economizar R$ 126,3 mil em despesas mensais com água, energia elétrica e telefonia com o regime de teletrabalho. A redução foi durante março de 2020 e março de 2021.

Dados - Os dados foram informados ao Campo Grande News por força da LAI (Lei de Acesso à Informação). Os gastos flutuaram mês a mês já que o MP ampliou e depois reduziu o número de servidores nas promotorias conforme a pandemia avançava.

Economia - Em abril do ano passado, o MPMS reduziu em 21,24% essas despesas. Apenas os gastos com água em Campo Grande caíram 45%, passando de R$ 49,9 mil para R$ 27,2 mil.

Prazo - Apesar da LAI prever que a informação deve ser repassada ao solicitante em até 20 dias, prorrogáveis por mais dez, a reportagem só recebeu os documentos cinco meses depois. O atraso foi observado em comunicações internas do órgão. “Esclareço que, apesar da solicitação ter sido originada em maio de 2021, chegou a esta Secretaria-Geral somente no dia 20 de setembro”, escreveu servidora em e-mail.

Campeonato da vacina - Questionado sobre Mato Grosso do Sul perder a liderança do ranking de estados que mais vacinaram contra a covid-19 no Brasil, o tucano Geraldo Resende, titular da SES (Secretaria de Estado de Saúde), elogiou a gestão sanitária dos colegas de partido. “Não estou puxando nem pela política”, alegou.

Disputa saudável - São Paulo, governado por João Doria (PSDB), que se vangloria pela vacina sino-brasileira CoronaVac, ultrapassou Mato Grosso do Sul, da gestão de Reinaldo Azambuja (PSDB), no ranking. Já o Rio Grande do Sul, chefiado por Eduardo Leite (PSDB), segue na terceira colocação. “São três governadores do meu partido. Governadores que nos honram, desde o início. Estamos rivalizando nessa disputa saudável, que é salvar vidas”, disse Geraldo.

Imunidade - Cerca de 58,4% dos paulistas estão com a vacinação completa (duas doses ou dose única), enquanto Mato Grosso do Sul está empatado no mesmo índice, aproximadamente. Entretanto, São Paulo tem mais pessoas com apenas uma dose, que devem ser imunizadas em breve.

Quem dá mais? - Dois aviões pertencentes à frota do Governo do Estado vão à leilão eletrônico pela SAD (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização) no próximo dia 30 de novembro, às 15h. A informação consta no Diário Oficial de ontem (5). O custo inicial das duas aeronaves é de R$ 346.475.

Quer pagar quanto? - Uma delas é uma Cessna Aircraft modelo U206G, prefixo PT-OJV, que está sendo colocada à leilão por R$ 20.175. Já a outra aeronave é uma C-95 de asa fixa, Bandeirante, modelo BEM-110 e prefixo PR-EAP, avaliada em R$ 326.300.

Perdido - Durante a sessão desta terça-feira (05), o deputado estadual Carlos Alberto David dos Santos, o Coronel David (sem partido,) apareceu para votar dentro do carro, ato que se tornou comum na pandemia. Ao chamar o presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa (PSDB), se referiu a ele como prefeito. Sem saber o que estava votado ele ainda revelou: “Estou voltando do médico, o que estamos votando agora?”

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário