A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 25 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


28/09/2016 06:00

Na véspera da eleição, Câmara enche, mas sessão é rápida

Waldemar Gonçalves

Assíduos – A cinco dias das eleições, os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande têm comparecido aos trabalhos. A sessão ordinária de ontem, apesar de começar com apenas quatro parlamentares em plenário, com o passar do tempo ganhou volume, tendo ao menos 20 dos 29 presentes durante a penúltima sessão antes do pleito.

Falantes – Por outro lado, neste período eleitoral as sessões têm sido marcadas pela tranquilidade e rapidez, com poucos usando a palavra. Nesta terça, porém, houve bastante movimentação e argumentações durante as indicações.

Vazou no WhatsApp – O mais falante de todos foi o vereador Roberto Durães (PSC), que usou diversas vezes o microfone. Em uma delas, questionou os “movimentos LGBT” e as “minorias”, que não se posicionaram nem compareceram no parlamento por causa de um áudio vazado de uma “colega vereadora”, em que ela se refere a um dos candidatos a prefeito de forma nada lisonjeira.

Defesa – Durães disse que não tinha “procuração” para defender o candidato, mas que era “um desrespeito a um pai de família” ser tratado de tal forma. A revolta do vereador se dava pelo fato de a “colega” – Luiza Ribeiro (PPS) – agir em defesa do “movimento LGBT” em diversas ocasiões no plenário e usar um termo ofensivo, geralmente utilizado contra integrantes dessa minoria, para se referir ao candidato no áudio vazado.

Extrapolou – Durante sua fala, Durães repetiu diversas vezes a ofensa usada no áudio – e que, por respeito ao candidato, não será reproduzida nesta coluna. Tanto que, depois, o presidente da casa, vereador João Rocha (PSDB), disse que o parlamentar havia “extrapolado” ao usar o termo e solicitou que o mesmo fosse retirado da ata da sessão.

Ignorou – Luiza só chegou ao plenário alguns minutos depois dos discursos de Durães. Não fez qualquer comentário a respeito das declarações do colega.

Cidade iluminada – Outro tema bastante abordado na sessão de ontem foi a implantação de lâmpadas de LED na iluminação pública da Capital. Quem levantou o assunto foi o vereador Paulo Siufi (PMDB), que defendeu os colegas de parlamento ao ressaltar que, segundo ele, não são contra a troca das luminárias, mas sim do modo como todo processo para a mudança foi feito, através de uma licitação de “carona” e irregular aos olhos do Tribunal de Contas do Estado.

Voz solitária – Após Siufi, uma série de vereadores seguiu na mesma linha e criticou a Prefeitura por causa do dinheiro gasto com as lâmpadas de LED. A única que se levantou para defender o prefeito foi a vereadora Luiza Ribeiro (PPS), que criticou os colegas pelo mau julgamento das ações de Alcides Bernal (PP) e que estes não agiam da mesma forma quando Gilmar Olarte (PROS) era chefe do Executivo.

Justificativa – Assim que a parlamentar terminou, João Rocha fez questão de defender os colegas ao dizer que as críticas se davam pela “legalidade” e “temporalidade” das ações do prefeito. Legalidade por causa dos questionamentos do TCE. Temporalidade devido aos melhoramentos na iluminação pública serem realizados em período eleitoral.

Após as eleições – Ao serem questionados sobre as ações da Câmara Municipal em relação a alguns temas, como a CPI da Vacina e a realização de concurso público na casa, as respostas têm, pelo menos, uma constante. “Após as eleições” as providências serão tomadas.

(com Richelieu de Carlo)

Empréstimo do BNDES não empolga Reinaldo
Queremos mais - O dinheiro que o BNDES está oferecendo em linha de crédito específica para a segurança é “bem vindo”, mas a ação do governo federal é...
Gaeco tem suspeita de vazamento
Desconfiança – O Gaeco (Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado), responsável pela investigação que aponta envolvimento de policiais militare...
DEM e a disputa entre André e Reinaldo
Já escolhi - Sobre a declaração de Puccinelli que estaria "namorando" o DEM, o deputado Zé Teixeira fez brincadeira para dizer de qual lado da disput...
Maioria prefere Lava Jato à Copa do Mundo
Copa? – Pesquisa do Instituto Paraná mostra que, a menos de um mês do Mundial da Rússia, o brasileiro não está muito motivado com o assunto. A consul...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions