A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


31/10/2013 06:00

Nanico cresce e rejeita "carguinho" para apoiar Bernal

Edivaldo Bitencourt

IPTU – Após reduzir a tarifa do ônibus, o prefeito Alcides Bernal (PP) tem outra oportunidade de “resgatar” a popularidade. O reajuste do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) deve ser votado até 18 de dezembro deste ano, avisou, ontem, a vereadora Grazielle Machado (PR).

Força tarefa – A Comissão de Finanças da Câmara Municipal criou uma força-tarefa para limpar a pauta do legislativo municipal. Faltando dois meses para concluir os trabalhos deste ano, o esforço concentrado já foi anunciado ontem por Grazielle.

Carguinho, não – Com apenas um vereador na Câmara e com o prefeito ameaçado de cassação por um voto, o “nanico” PSB cresceu os olhos. O vereador Carlos Augusto Borges, o Carlão, avisou que o partido só integra a base se contar com uma secretaria. “Não vamos aceitar carguinho”, alertou.

Sem acordo – O projeto que isenta de ISS a tarifa do transporte coletivo não deve ser votado hoje na Câmara Municipal. A decisão vai adiar o início da nova tarifa, que poderia ser de R$ 2,70 a partir de amanhã.

Guerra – A medida deve abrir novo front na guerra entre Bernal e a oposição. O prefeito vai tentar jogar nas costas dos vereadores o adiamento do valor R$ 0,05 menor. No entanto, os oposicionistas se armam para responsabilizar o prefeito por uma redução medíocre, já que a isenção é de R$ 8 milhões por ano. Ou seja, o valor poderia ter redução maior, para R$ 2,62.

Explicações – Ontem, o presidente da Câmara Municipal, Mario Cesar (PMDB), enviou ofício cobrando a abertura da “caixa preta”, como Bernal definiu por muitos anos, a planilha do transporte coletivo. Ele quer saber se a redução pode ser maior do que os cinco centavos anunciados nesta semana.

Guerra – O líder do prefeito, Marcos Alex (PT), tem passado por apuros ao defender Bernal. Ontem, na Seleta, ele bateu boca com estudantes. “Não se deixem levar pela onda”, afirmou o petista, sobre o movimento da oposição que vem carregando nas tintas para criticar a gestão progressista.

Piada – O encontro dos presidentes regional e municipal do PT, respectivamente, Marcus Garcia e Gildo Oliveira, virou piada, ontem, entre os deputados estaduais. Eles comentavam que só quem não decide nem manda foi conversar com o prefeito no Paço Municipal.

Teste de popularidade – O secretário estadual de Articulação com os Municípios, Nelson Trad Filho (PMDB) chegou atrasado ao evento para entrega de geladeiras no Conjunto Vida Nova 2. Como teste de popularidade, o pré-candidato a governador acabou sendo ovacionado pela plateia, o que permitiu, a ele, a lembrança dos tempos em que era prefeito da Capital.

Ainda o Bernal – A popularidade do prefeito Alcides Bernal rendeu polêmica na Assembleia. Márcio Monteiro pediu mais profissionalismo na nomeação dos assessores. Já os petistas voltaram a citar até os 270 mil votos, em outubro do ano passado, para defender a manutenção de Bernal no cargo.

(colaboraram Kleber Clajus, Lidiane Kober, Bruno Chaves e Leonardo Rocha)

Pezão pede dica a Reinaldo sobre dívida
Pedido de ajuda - Ao anunciar ontem o depósito do décimo-terceiro salário dos servidores, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reforçou o discurso d...
Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...
Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...


quem diria que o CARLÃO ia se unir ao bernal, qdo parece que já se viu tudo, piora cada vez mais, sai dessa CARLÃO.............
 
JULIA MARIA ANDREATA em 31/10/2013 18:20:41
Quer dizer que o Carlão, que diz que está tudo errado, se ganhar um cargo passa a integrar a base e dizer que está tudo certo??? Quer dizer que o ponto de vista é uma questão de interesse pessoal?
 
Fernando Valença em 31/10/2013 18:03:41
"O vereador Carlos Augusto Borges, o Carlão, avisou que o partido só integra a base se contar com uma secretaria. “Não vamos aceitar carguinho”, alertou." /// E eu pensando que ele votava pensando no que é melhor para a população.
 
RODRIGO FERREIRA em 31/10/2013 12:34:26
parlamento no Brasil virou balcão de negócios e negociatas ... E O POVO ........sustenta né ?????
 
Pedro de Turvo em 31/10/2013 08:12:05
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions