A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


16/08/2017 06:00

Polêmica gospel na Assembleia Legislativa

Marta Ferreira

Não vi motivo - O deputado Lídio Lopes (PEN) ficou chateado com a manifestação de representantes da cultura contra sua emenda, que garantia assento de um representante da música gospel, no conselho estadual de cultura. "Não vejo nada de anormal neste pedido, queríamos apenas a participação no grupo, como ocorre no estado do Ceará".

Protesto – O parlamentar não gostou especialmente de uma manifestação feita no plenário. Ele criticou os manifestantes que ficaram de costas para o plenário, na hora que ele foi explicar sua emenda.

Explicando -
Para justificar a rejeição da emenda, o deputado Pedro Kemp (PT) disse ao colega, que já existe um assento na comissão estadual de cultura para a música e que se houvesse espaço para o "gospel", abriria um precedente aos demais ritmos e tendências musicais. "Sairia do formato do conselho, teria muitos membros a mais".

Avaliando - A deputada Mara Caseiro (PSDB) disse que vai apresentar o projeto baseado no movimento "Escola sem partido" apenas na semana que vem. Segundo ela, primeiro vai o “devido estudo”.

Lá vem encrenca - O assunto deve gerar polêmica na Assembleia, nos moldes do que já ocorreu já na Câmara Municipal de Campo Grande. No legislativo municipal, proposta semelhante ficou conhecida como "Lei da Mordaça" e após veto do prefeito Alcides Bernal (PP), os vereadores mantiveram a decisão.

“Ainda não sei” - Autor do antigo projeto na Câmara, o agora deputado Paulo Siufi (PMDB), disse que vai avaliar bem este eventual projeto de Mara Caseiro (PSDB). Só depois vai decidir um posicionamento a respeito da lei, mas já indica mudança de posicionamento.

Repensei - "Da outra vez reconheci que a proposta era muito rígida, por isto desisti da ideia!, afirmou o parlamentar. Acredito que precisa ser mais flexível e não gerar problemas entre estudantes e professores, por isto vou avaliar melhor aqui".

Não esquece - Dilma Rousseff já está fora do cargo há mais de um ano, substituída por Michel Temer, mas o deputado Carlos Marun fez questão de lembrar sua participação no processo que resultou na saída da petista do governo. Tem tido que foi uma de suas atuações mais importantes no Congresso.

Comparação – Em uma postagem nas redes sociais, nesta terça-feira, Marun defendeu sua tese usando um vídeo sobre os confrontos na Venezuela. Na avaliação dele, a confusão que ocorre lá, incluindo mortes, poderia estar ocorrendo também por aqui.

Ausentes – A comissão de assistência social da Assembleia Legislativa fez reunião ontem para tentar uma solução ao caos que enfrenta o atendimento oncológico na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul. Chamou atenção a falta tanto do secretário de saúde douradense, Renato Vidigal, quanto do estadual, Nelson Tavares.

(Com Leonardo Rocha e Richelieu de Carlo)

Durante agenda na Capital, Blairo "bloqueia"' pergunta
Nada a declarar – Durante evento no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, o ministro da Agricultura e Pecuária, Blairo Maggi, recusou-se a respo...
Vice está perto do prefeito, diferente de antecessores
Outros tempos - A administração de Marquinhos Trad (PSD) está rompendo um padrão de décadas na relação entre o titular e o vice. Um exemplo disso é q...
Repercussão de ação contra quadro divide deputados
Quadro da discórdia - Quase uma semana depois, ainda rende nos bastidores da Assembleia a polêmica intervenção de deputados que foram à polícia contr...
Expogrande sonha com Roberto Carlos para 2018
“Só nomes “top” - É o que a direção da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul) quer trazer para a edição de 2018 da feira, que será...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions