ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, DOMINGO  07    CAMPO GRANDE 27º

Jogo Aberto

Projeto contra "fura-fila" da vacina espera votação

Por Gabriela Couto e Clayton Neves | 19/02/2021 06:00
Idosa é vacinada contraq a covid-19, processo que motivou projeto contra os "fura-filas" na Assembleia Legislativa. (Foto: Arquivo)
Idosa é vacinada contraq a covid-19, processo que motivou projeto contra os "fura-filas" na Assembleia Legislativa. (Foto: Arquivo)

Jeitinho – O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Paulo Corrêa (PSDB), usou de toda diplomacia para não deixar o colega José Carlos Barbosa (DEM) chateado com a demora no trâmite de projeto prevendo punição e multa para quem fura a fila da vacinação contra a covid-19.

Capenga – A justificativa é que o ex-presidente da CCJ, Lídio Lopes (Patri) estava ausente da sessão, para representar a Casa de Leis na Câmara Municipal. “Não nos interprete mal, porque se não vai parecer que a gente tá com má vontade. Sou a favor do seu projeto, mas hoje ficaria meio capenga a votação. Mas tomamos essa decisão para quarta-feira já para inaugurar a CCJ e vai ser rápido”, explicou Corrêa.

Um pouco mais – A composição da Executiva do DEM de Mato Grosso do Sul foi prorrogada mais uma vez por 60 dias. O diretório estadual está sem presidente oficial desde novembro de 2019. Quem comanda, por enquanto, é José Saraiva Braz.

Decide... – Por falar em DEM, está marcada para a próxima semana a reunião entre o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, um dos principais nomes da legenda no Estado, e o presidente nacional do partido, ACM Neto. O encontro será decisivo para o médico definir se permanece ou não na sigla, já que o partido está aberto para aliança com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Gerações - Em sessão inaugural da nova legislatura da Câmara Municipal, o presidente da Casa, Carlos Augusto Borges (PSB), disse estar otimista com a mistura boa entre novatos e veteranos da Casa . “Estou otimista. Misturar o sangue novo com os veteranos vai nos ajudar a fazer um trabalho melhor para o povo”

Flor da pele - A voz tremeu na estreia oficial de Camila Jara (PT) na Casa. Com o nervosismo aparente, ela foi a primeira a falar em nome dos vereadores no início oficial do ano legislativo. Na sequência, veio Tiago Vargas (PSD), um pouco menos nervoso no discurso.

"Seguimores" - Vargas estava empolgado e aproveitou para alimentar as redes sociais. O parlamentar, que ganhou notoriedade postando vídeos, posou para foto no plenário, fez vídeo na tribuna, e até aproveitou uma bandeira da cidade como cenário para seus assessores gravarem.

Dindo – Na abertura dos trabalhos da Câmara, o prefeito Marquinhos Trad fez homenagem à esposa do atual presidente da Casa, Renilda Borges, presente à plateia. Marquinhos é padrinho do filho do vereador Carlos Augusto Borges, o Carlão. “Receba o carinho daquele que conviveu tantos e tantos anos dentro da sua casa, e que você me deu, do filho gerado do seu ventre, a condição de ser padrinho dele. E na Bíblia, padrinho e o segundo pai”, lembro.

Nada certo - Esperada para quinta-feira (18), a batida de martelo sobre a composição das comissões da Câmara Municipal deve levar mais alguns dias para ser definida. Na principal delas, de Legislação, Justiça e Redação Final, oito vereadores tentam ocupar uma das cinco cadeiras disponíveis.

Briga acirrada - Líder da bancada do PSD, Otávio Trad promete deixar a disputa acalorada. “O PSD não vai abrir mão em hipótese alguma do espaço político que merece. Somos a maior bancada e iremos brigar pelas principais indicações nas comissões”, afirma.

Escusas - O presidente do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso Sul), desembargador Paschoal Carmello Leandro, e a deputada federal Rose Modesto (PSDB) enviaram desculpas à Câmara por não participarem a sessão inaugural da 11ª Legislatura. Os dois alegaram incompatibilidade de agenda.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário