A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


26/09/2018 06:00

Psol empurra decisão sobre candidato

Marta Ferreira

Só depois - A direção nacional do PSOL deve aguardar o fim das eleições para tomar alguma atitude sobre o racha do partido no Estado. A candidatura de João Alfredo ao governo do Estado abriu uma ferida às vésperas do pleito, depois de entrevista dada ao Campo Grande News.

“Princípios” - A reclamação de duas correntes mais à esquerda da legenda é de que João Alfredo não respeita bandeiras históricas do Psol, ao questionar, por exemplo, o apoio à ocupação de áreas para a reforma agrária.

Isolado – A coluna apurou que a queixa contra o candidato foi encaminhada, mas está fora da pauta do PSOL por enquanto. Lucien Rezende, presidente regional classifica o movimento como “rebelde” e diz que em outros partidos não se vê campanhas semelhantes.

Tradição – Líder do PMDB na Assembleia Legislativa, o deputado Eduardo Rocha (MDB) aposta que, no Estado, os candidatos considerados de direita terão mais votos. Para ele, o eleitorado é “conservador”.

Em dúvida – Candidato à reeleição, Rocha ponderou que nas idas ao interior tem percebido, porém, que muitos eleitores ainda não decidiram os votos. Segundo ele, isso acontece tanto para as eleições proporcionais quanto para as majoritárias.

Setembro Amarelo - A professora da Uems, Janis Faker, usou a tribuna da Assembleia Legislativa nesta terça-feira para falar sobre a importância da prevenção ao suicídio, principalmente entre os jovens. Ela ponderou que um dos cuidados é com pessoas com quadro de pressão.

Observar - “Se seu colega do trabalho falta, se reclama que não dorme, enfim, temos que olhar para a prevenção, oferecer um ombro amigo”, orientou. Mato Grosso do Sul é um dos estados com mais casos de pessoas que tiram a própria vida no País.

Medo - A UFMS foi parar entre os assuntos mais comentados do Twitter nesta terça-feira, depois do surto sofrido por um aluno, que destruiu uma obra de arte e provocou uma onda de boatos de que pudesse até estar armado andando pelo campus. Foi preciso a universidade fazer um post acalmando os estudantes, o que não surtiu tanto efeito. As informações desencontradas continuaram circulando. 

Cobranças - Estudantes aproveitaram o episódio para reclamar da falta de segurança nas instalações da universidade federal. Afirmam que tem medo de andar pelos corredores, dada à escuridão e que, apesar de medidas tomadas nos últimos anos, continuam ocorrendo situações de perigo, como furtos e até roubos.

Panfletagem frustrada – O ex-BBB Ilma Renato Fonseca, o Mamão, queixou-se ontem de que ter sido “expulso” da frente de uma unidade da JBS em Campo Grande, onde distribuía material de campanha. De acordo com ele, alguém da empresa teria chamado a polícia.

 

Lugar perigoso – A coluna apurou que na empresa, essa informação é negada. A decisão de pedir para que o candidato não usasse o local teria sido dos policiais, que costumam fazer rondas na região, considerada perigosa por causa do fluxo de veículos pesados.

(Com Leonardo Rocha e Gabriel Neris)

Dagoberto mente, diz liderança do PDT
É fake – As última declarações do deputado federal e presidente do PDT em Mato Grosso do Sul, Dagoberto Nogueira, sobre os pedidos de expulsão do jui...
Adeus a "Playboy" tem foto de bebida na mesa de bar
Despedida – Tem gosto amargo e dolorido, principalmente para as pessoas próximas, a última foto postada nas redes sociais por Marcel Colombo, conheci...
Campanha, tiro na escola e oportunismo
“Guerra virtual” – Não podia ser diferente. O episódio lamentável em que uma criança de 9 anos entrou armada na sala de aula em Campo Grande e atirou...
Justiça agora pode até cobrar Delcídio
Ainda à espera - A Justiça Eleitoral rejeitou o registro de candidatura de Delcídio Amaral (PTC) ao Senado, depois da derrota nas uras. A juíza Eliza...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions