A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


11/04/2014 06:00

PT não acha o rumo com Gilmar

Edivaldo Bitencourt

Senado – A saída da ex-vereadora Tereza Name (PSD) pode reduzir as chances do partido eleger um representante para a Assembleia Legislativa nas eleições deste ano. Ontem, ela anunciou que pode trocar a candidatura de deputada estadual por senadora.

Bomba – O lançamento de Tereza para o Senado animou o vereador Coringa, líder do PSD na Câmara Municipal. Ele ficou tão empolgado que classificou a notícia como “uma bomba” no meio político.

Iguais – Coringa avaliou que todos os candidatos ao Senado ficaram iguais com a desistência do governador André Puccinelli (PMDB), que abriu mão da disputa apesar do favoritíssimo. “Agora, todo mundo é japonês”, destacou o vereador.

Sem rumo – Os vereadores do PT não realizaram a reunião para discutir se aderem ou não à base de Gilmar Olarte (PP) na Câmara Municipal porque o partido está dividido. Como sempre, petistas se dividem entre os favoráveis e os contrários à aliança com o prefeito.

Mesmo projeto – Segundo a vereadora Thaís Helena (PT), que foi secretária municipal de Ação Social de Alcides Bernal, o argumento a favor é de que o Olarte era vice e integrou o projeto apoiado em 2012. Ou seja, ele faz parte do projeto de mudar o comando da prefeitura.

Salário irrisório – Fora do Executivo, Thaís Helena ficou mais sensível à principal reivindicação dos conselheiros tutelares. Ela propôs, ontem, reajuste nos salários dos profissionais. Atualmente, eles recebem R$ 1,6 mil por mês e não recebem pelos plantões.

Rumo – O PSDB pode mudar de rumo nas eleições deste ano. Pelo menos é esta a análise da vereadora Professora Rose Modesto. Ela contou que os tucanos vão bater o martelo sobre a aliança com o PT após concluir o programa Pensando MS, que vem visitando todas as regiões do Estado.

Rumo 2 – O resultado das assembléias regionais também vai decidir o futuro do deputado federal Reinaldo Azambuja. Ele pode sair candidato ao Senado na dobradinha com o senador Delcídio do Amaral (PT) ou enfrentar o petista na disputa da sucessão de André Puccinelli.

Mantendo a forma – O vereador Paulo Pedra (PDT) revelou o segredo de como perdeu alguns quilos extras. Ele mostrou vídeo que gravou das atividades desenvolvidas na academia. Ele contou que conta com personal trainer e personal runner.

Eleição – A OAB nacional vai comandar as eleições para escolher os novos integrantes da seccional sul-mato-grossense. A escolha dos novos diretores deve ocorrer em maio. O processo pode sofrer atraso porque a oposição vai tentar incluir a escolha de presidente junto com o processo eleitoral.

(colaborou Kleber Clajus)

Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...
Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...



Senado – Tem cacife pras duas opções, mas não tem voto.
Bomba – A implodir a pretensão do partido em ter representante no legislativo ou no Senado com esta candidata.
Iguais – Esta enxergando mal o Vereador, (sem trocadilho ao povo Japonês por seus pequenos olhos).
Sem rumo – Jogo de cena, logo estarão esbravejando em defesa do novo prefeito, e jurando-lhe amor eterno.
Mesmo projeto – Hãmhãm, sei.
Rumo – Só eles não sabem que esta aliança é surreal.
Rumo 2 – Ou seja, se correr o bicho pega e se ficar o bicho come, e após a eleição sem cargo ou mandato ira pensar melhor sobre o caminho ao qual levou o partido nestes últimos anos.
Mantendo a forma – Assunto irrelevante.
Eleição – Pelo menos dos ventos tem o domínio, pois balança más não cai.
 
Antonio Mazeica em 11/04/2014 08:44:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions