A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


08/11/2013 06:00

Sindicalista se oferece para ser vice de Delcídio

Edivaldo Bitencourt

Oferecido – O presidente da Fetems, Roberto Botarelli César, pediu uma reunião com o senador Delcídio do Amaral (PT), pré-candidato a governador em 2014, para se colocar como candidato a vice na chapa. O nome do sindicalista foi sugerido pelo ex-governador e vereador Zeca do PT.

Melhor pensar – Educado e saindo pela tangente, o senador petista fez rasgados elogios ao presidente da Fetems. No final das contas, Delcídio disse que não é o momento para definir o candidato a vice-governador. Ele quer ter o cargo para ampliar o arco de alianças para enfrentar o candidato do PMDB.

Generoso – Sindicalistas madrugaram, ontem, para serem ouvidos pelo governador André Puccinelli (PMDB), sobre o aumento na contribuição da Cassems. Sem alternativa, o peemedebista recebeu o grupo e ainda faturou. “Fui generoso, o único governador a recebe-los (na entrada da Governadoria)”, disse. E ainda citou que nem Marcelo Miranda nem Zeca foram capazes de repetir tal gesto.

Crachás – A direção do PT municipal decidiu apelar para “tornar o processo mais transparente. Todos os 3,9 mil eleitores aptos a votar domingo deverão estar com crachás. Com dinheiro sobrando em caixa, o partido decidiu confeccionar um crachá para cada eleitor.

Fraude – A bandeira da ética e lisura sempre foram duas bandeiras do PT. Agora, numa disputa acirrada, que envolve as duas principais lideranças da sigla, os petistas decidiram caprichar no combate à fraude e votaram pela imposição do crachá, algo inovador para uma disputa política.

Estruturando – O vereador Elizeu Dionizio foi a Brasília para acertar a estruturação do Solidariedade em Mato Grosso do Sul. Depois da fama como relator da CPI do Calote e alvo de duas ações judiciais do prefeito Alcides Bernal, ele deve ser candidato a deputado federal em 2014.

Rádio – A utilização do rádio pelo prefeito Alcides Bernal voltou a causar polêmica na Câmara Municipal. Apesar de não achar certo, o vereador Eduardo Romero (PTdoB) comentou que colegas do legislativo também recorrem a um programa de rádio ou televisão para continuar em alta junto ao eleitorado. Ele destacou que a Constituição não é clara sobre a legalidade da propaganda anual.

Descredenciando – O Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande começou a descredenciar médicos e dentistas. Só odontólogos serão 28 profissionais para enxugar o quadro, incluindo-se pessoas que estavam na função há quase duas décadas.

“Importantes” leis – No afã de divulgar notícias positivas, a assessoria do prefeito Alcides Bernal apelou. No site da prefeitura, eles colocaram que foram sancionados importantes leis, incluindo-se entre as quais a que denomina uma rua e outra que dá nome para um Ceinf.

Renúncia – Continua forte o movimento pela renúncia do presidente da OAB/MS, Júlio Cesar de Souza. Aliados e ex-presidentes da entidade elevaram a pressão após o contrato, quase assinado, para prestar assessoria para o prefeito da Capital, Alcides Bernal.

(colaboraram Kleber Clajus e Zana Zaidan)

DEM e a disputa entre André e Reinaldo
Já escolhi - Sobre a declaração de Puccinelli que estaria "namorando" o DEM, o deputado Zé Teixeira fez brincadeira para dizer de qual lado da disput...
Maioria prefere Lava Jato à Copa do Mundo
Copa? – Pesquisa do Instituto Paraná mostra que, a menos de um mês do Mundial da Rússia, o brasileiro não está muito motivado com o assunto. A consul...
Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...
PMs presos têm “festival de ações”
Conhecidos da justiça - Entre as duas dezenas de policiais militares de Mato Grosso do Sul presos esta semana por suspeita de facilitar a vida dos co...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions