ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 26º

Jogo Aberto

Vereador diz que mister gay é "vergonha para MS"

Por Edivaldo Bitencourt | 25/10/2013 06:00

Aposentado – Dono de um dos maiores jornais impressos de Mato Grosso do Sul, o Correio do Estado, o empresário e presidente regional do PSD, Antônio João Hugo Rodrigues, anunciou que se aposenta no dia 31 de dezembro deste ano. O anúncio foi feito no Facebook.

Confirmado – O anúncio confirma nota do Jogo Aberto de quarta-feira, de que jornal tradicional no Estado estava trocando de mãos. Antônio João foi suplente do senador Delcídio do Amaral (PT) entre 2002 e 2010. No entanto, ele não revelou se pretende se aposentar da política também.

Bancada – O governador André Puccinelli (PMDB) tem uma bancada fiel na Câmara Municipal de Campo Grande. Ao contrário do prefeito Alcides Bernal (PP), que sofre para manter o apoio de oito parlamentares, o peemedebista tem, sem qualquer margem de erro, a fidelidade de 11 dos 29 vereadores.

Só economia - André não quis saber de discutir política na agenda de ontem e só falaria sobre economia. O governador está preocupado com a reforma do ICMS que pode trazer sérios prejuízos ao Estado com o novo projeto que trata da dívida dos Estados com a União. Em 2014, o Estado vai pagar mais de R$ 800 milhões com o serviço da dívida.

Péssima notícia – Mato Grosso do Sul não foi contemplada com a proposta enviada ao Congresso Nacional pela presidente Dilma Rousseff (PT). O Estado defendia a redução no percentual de repasse da receita de 15% para 9%. Dos Estados, a mudança só beneficia Alagoas e Rio Grande do Sul.

Sem Bernal - O governador ainda destacou que não pretende ficar fazendo comentários sobre o prefeito Alcides Bernal (PP), já que expôs sua posição sobre a falta de diálogo e a importância de deixar a investigação acontecer ao longo da semana. André já adiantou por várias vezes que não está comandando qualquer conversa ou grupo contra o prefeito.

Só elogios - Puccinelli não cansou de elogiar o trabalho e postura da secretária estadual de Administração, Thie Higuchi. Ele lembrou do fato da secretaria até para decidir sobre o ponto facultativo do dia 28 de outubro, dia do servidor foi consultar e pedir a autorização do governador. "Era algo de praxe, mas ela fez questão de me comunicar é por isso que a admiro".

Novos e misteriosos - Lauro Davi estava com a papelada sobre possíveis novos filiados ao PROS, partido novo que entrou antes do prazo para filiações partidárias que pretendem participar das eleições de 2014. "Temos muitas novidades, estamos empolgados", afirmou ele.

Boquinha – O prefeito Alcides Bernal (PP) não deve ceder as quatro recomendações feitas pelo PT. Os petistas decidiram dar mais um tempo para não radicalizar e ficar sem condições de recuar, já que não desejam entregar os cargos na administração municipal.

Vergonha estadual – O vereador Alceu Bueno (PSL) considerou uma vergonha o douradense Carlos Gabriel, ganhar o título nacional de “Mister Diversidade”. Ao votar contra a moção de congratulação, o parlamentar disse que o título de mister gay nacional é motivo de vergonha para Mato Grosso do Sul.

(colaboraram Kleber Clajus e Leonardo Rocha)

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário