A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


20/02/2014 06:00

Vereadores disputam paternidade de lotérica

Edivaldo Bitencourt

Malas – O suplente de senador Pedro Chaves nem assumiu a vaga do titular e já arruma as malas para deixar o PSC. Ele estuda se filiar ao PDT ou ao PT. O cenário deve repetir o que ocorreu em 2006, quando Delcídio do Amaral (PT) se afastou do Senado para disputar o Governo e deu a vaga para o suplente.

Quinto elemento – Pedro Chaves já faz até planos no novo partido. Ele está inclinado a se filiar ao PDT. Em entrevista ontem, contou que poderá ser o quinto senador do PDT. O sonho é integrar a legenda que teve grandes defensores da educação, como Darcy Ribeiro, Leonel Brizola e Cristovam Buarque.

Astro – O vereador Coringa (PSD) teve o dia de astro na sessão comunitária de ontem no Bairro Paulo Coelho Machado. Todos os moradores destacavam o nome do parlamentar. Teve momento que os colegas foram esclarecidos de que a região era a área de atuação do vereador.

Pai da lotérica – Os eleitores da região do Paulo Coelho Machado estão eufóricos com a instalação de uma agência lotérica. Coringa e Chiquinho Telles, ambos do PSD, disputam a paternidade da unidade.

O importante – Entre a disputa de egos, de quem levou a lotérica para a região, o líder comunitário Gilberto Bandeira, pôs um ponto final na disputa. Ele disse que os dois podem ser “padrinhos da criança” e o mais importante era a agência lotérica no bairro.

Só ele – O secretário de Educação, José Chadid, é o único que pode esclarecer as dúvidas dos vereadores e da população sobre o atraso na entrega dos kits e dos uniformes. Apesar das cobranças, ele continua sumido. E os pais sofrendo para mandar os filhos à escola.

Esperto – O vereador Eduardo Romero (PTdoB) avisou, ontem, que vai ficar esperto para não perder os pertences pessoais. A preocupação do parlamentar é deixar algo pessoal sumir em eventual despejo dos vereadores da Capital, que não pagam aluguel há anos.

Silêncio – Os tucanos, que cobravam ética do PT no caso do mensalão, não se manifestaram, ontem, sobre a renúncia do deputado federal Eduardo Azeredo (PSDB). Ele renunciou para escapar da ação no Supremo Tribunal Federal envolvendo o mensalão mineiro.

Cutucando – O presidente regional do PSDB, Márcio Monteiro, decidiu desafiar o governador André Puccinelli (PMDB) a disputar o Senado neste ano. Ele chegou a lembrar o episódio de 2002, quando o peemedebista decidiu continuar na prefeitura e não disputou o Governo.

Ações – O Juizado Especial Federal começou a despachar as primeiras sentenças sobre os pedidos de correção do FGTS. O juiz Heraldo Vitta vem acatando os pedidos para trocar o índice de correção da TR pelo INPC.

(Colaboraram Kleber Clajus e Leonardo Rocha)

Campanha, tiro na escola e oportunismo
“Guerra virtual” – Não podia ser diferente. O episódio lamentável em que uma criança de 9 anos entrou armada na sala de aula em Campo Grande e atirou...
Justiça agora pode até cobrar Delcídio
Ainda à espera - A Justiça Eleitoral rejeitou o registro de candidatura de Delcídio Amaral (PTC) ao Senado, depois da derrota nas uras. A juíza Eliza...
Clima de campanha não poupa nem festões
Todo lugar - O clima de campanha, neste segundo turno polarizado, não deixa escapar nem os casamentos. Durante festa no sábado no bufê Murano, na Ave...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions