ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 31º

Jogo Aberto

Vídeo: juiz dá ultimato a "Jamilzinho" em audiência

Por Marta Ferreira e Gabriela Couto | 18/06/2021 06:00



Não faça mais – O juiz Roberto Ferreira Filho, titular da 1ª Vara Criminal de Campo Grande, foi duro ao coibir atitude de Jamil Name Filho, réu na operação Omertà, durante audiência para ouvir dois delegados da força-tarefa, mostra vídeo obtido pela coluna Jogo Aberto. “Não é a casa da mãe Joana”, advertiu, quando o acusado usou a palavra direto do presídio federal de Mossoró, para atacar o delegado João Paulo Sartori, dizendo que ele tinha “traços de sociopata”. O policial não esboçou reação.

Ultimato – Os réus têm direito de assistir a todos os depoimentos, mas o magistrado alertou que, se o comportamento se repetir, vai excluir Jamilzinho de próximas sessões. “Aqui não é propriedade privada”, declarou a autoridade  do Judiciário.

Se quiserem - O magistrado agiu rápido. Em segundos cortou o microfone de Jamil Name Filho, fez a advertência, devolveu a palavra ao advogado que estava fazendo perguntas ao delegado, que participava da Espanha, onde faz curso de mestrado. Antes disso, Roberto Ferreira Filho alertou a promotoria e a autoridade policial para, querendo, tomar providências contra o que chamou de ofensa à honra da testemunha de acusação.

“Prestenção” – Durante votação no Legislativo Estadual,  o presidente em exercício Herculano Borges (Solidariedade) errou a ordem de chamada e recebeu bronca do que eles chamam de “number one”. Amarildo Cruz (PT) é quem está puxando a fila na Casa.

Confortável – Ao final da sessão os colegas destacaram o comando de Herculano na sessão. “Gostei da cadeira, ela é macia. E vocês viram que eu cedi meu tempo aos colegas”, brincou o parlamentar.

Retomada – A primeira reunião da CPI da Energisa foi realizada na tarde desta quinta-feira (17), depois que a Justiça liberou a perícia dos relógios que medem o consumo. José Carlos Barbosa (DEM) até sair Dourados, onde estava, para participar de forma presencial.

Nomes - Duas matérias foram aprovadas em discussão única nesta quinta-feira (17). O projeto de lei 118/2021, do deputado Lidio Lopes (Patriota), denomina Subtenente Elzio Farias o prédio da Polícia Civil do município de Iguatemi.

Passou - E o projeto de resolução 28/2021, da Mesa Diretora, aprovou a indicação do nome de Matias Gonzales Soares para o cargo de diretor de Regulação e Fiscalização - Área Transportes, Rodovia e Portos da Agepan (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul).

Letra cursiva - O deputado federal Fabio Trad (PSD) manifestou de forma diferente cansaço dos discursos nas redes sociais. Ativo nas redes, o parlamentar postou foto no Instagram de um bilhete escrito a mão justificando o silêncio.

Quieto - "Não adianta ficar falando e falando sem dizer nada. Acho que amanhã ou depois de amanhã direito algo que valha a pena postar", escreveu.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário