ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUINTA  06    CAMPO GRANDE 20º

Artes

Através de contos, Daniel mostra o quanto as pessoas mudam em 1 ano

Aos 28 anos, o escritor resolveu lançar um e-book para fazer os leitores refletirem sobre a vida e suas metamorfoses

Por Alana Portela | 02/08/2020 09:06
Daniel Rosa Possari mostrando o seu novo e-book "Os contos que conto". (Foto: Arquivo pessoal)
Daniel Rosa Possari mostrando o seu novo e-book "Os contos que conto". (Foto: Arquivo pessoal)

Na tentativa de provocar reflexão, Daniel Rosa Possari fez 12 contos para mostrar o quanto as pessoas mudam em 12 meses. Aos 28 anos, ele é bacharel em Direito e resolveu apostar na escrita para revelar a metamorfose da vida. As obras compõem seu novo e-book “Os contos que conto”.

“Os contos são como capítulos de nossa vida, nem todos são longos. Aprendi a desenvolver narrativas curtas, juntei seis contos antigos e desenvolvi seis novos. São 12 contos diferentes para os 12 meses do ano. Para o leitor sentir o quanto o ano muda e o quanto ele também muda com o ano”, explica.

Daniel escreve desde 2009, quando concluiu o primeiro livro, mas somente há seis anos se considera escritor. “Em 2018, passei por uns momentos turbulentos na minha vida, estava em processo de me reconhecer e após entender o quanto era difícil ter acesso às editoras grandes, me peguei bastante abalado”, diz.

O sentimento de tristeza surgiu após a tentativa do autor de lançar uma obra. “Entrei em contato com 15 editoras e as respostas foram padrões, que o sistema estava sobrecarregado e não conseguiriam ler o meu trabalho. Entendi que não teria a chance de ter o material registrado”, lembra.

Apesar da negativa, o autor não desanimou e criou o perfil no Instagram “Dr. Poesia”, para divulgar seu trabalho. “Através dos poemas, resolvi cativar meu público e já estou com meus seguidores há dois anos. Lá, o foco é a poesia, mas também sou cronista, contista e escrevi um romance fantástico”.

Daniel mostra que a obra pode ser vista pelo celular ou tablet. (Foto: Arquivo pessoal)
Daniel mostra que a obra pode ser vista pelo celular ou tablet. (Foto: Arquivo pessoal)

Após pesquisas, Daniel descobriu que seria mais simples publicar um e-book pela Amazon e voltou a apostar nos contos. “Juntei minhas últimas economias, contratei uma revisora, uma ilustradora e decidi que o meu livro seria de contos. Escrever contos antes era um desafio e hoje é mais fácil”.

“O nome da obra é porque os contos foram fáceis de escrever, ideias que considero música chiclete que ficam na cabeça”, explica o autor. A leitura começa pelo conto “Christopher Green”, no mês de julho, período da publicação do e-book. “Esse é um conto de reflexão, de pensar em si mesmo”, afirma.

Os contos são versáteis e te fazem navegar em diversas experiências, como o segundo “Qualquer conto, qualquer coisa, qualquer dia”, que acontece em agosto e retrata o sofrimento amoroso. No mês de setembro é a vez do “O Lanterneiro” revelar a coragem por trás da história.

“A carta de Laura” se passa em outubro e fala sobre vínculos. “O capítulo ‘Dorme bem, minha filha’ acontece em novembro e fala sobre como é difícil ser mulher nesse mundo. ‘Feliz Natal’ é em dezembro, retrata a relação de avô e neto”, comenta.

O ano inicia com a “Vida de rato”, um conto de fantasia. “Inapto para o amor”  se passa em fevereiro e fala sobre o Carnaval. “10 de março de 1997” é sobre luto, “A mulher que não era ela mesma” do mês de abril retrata modernidade e futilidade nas redes sociais.

Maio ficou com o conto “Prelúdio de um assalto”, que fala da violência e marginalidade e o “Nossos dragões” encerram o ciclo de 12 meses. “Completa a rotação. É um conto de saudade”, declara o autor.

A obra está disponível pelo site da Amazon (clique aqui) e o valor é R$ 15,70. Para comemorar o lançamento do livro, o autor pretende fazer uma live nas redes sociais, porém, ainda sem data definida.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.