ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, QUINTA  26    CAMPO GRANDE 32º

Artes

Guilherme Rondon tira melodias do baú e lança uma música por mês

Isolado no Pantanal, internet na fazenda não suporta transmissões ao vivo, por isso Guilherme Rondon grava vídeos

Por Thailla Torres | 01/08/2020 07:23
Guilherme Rondon gravando em sua casa, no Pantanal. (Foto: Arquivo Pessoal)
Guilherme Rondon gravando em sua casa, no Pantanal. (Foto: Arquivo Pessoal)

Na famosa e amada pousada Barra Mansa no Pantanal não dá para fazer lives, e apesar da pouca habilidade com a tecnologia, o músico e compositor Guilherme Rondon resolveu gravar e fazer vídeos simples de suas músicas inéditas e ir lançando aos poucos, uma por mês.

O novo single lançado no último dia 24 de julho nas plataformas digitais, “Me deixa namorar você”, em parceria com o amigo e compositor carioca Alexandre Lemos, é uma música com melodia feita em 2015 e que passou um longo período sem letra guardada no HD do cantor que ocupa ao lado de outros contemporâneos o status de representante da música sul-mato-grossense.

“Este ano bem antes da pandemia meu parceiro Alexandre fez essa linda letra que inconscientemente ou quase como uma premonição fala do momento de isolamento e solidão que estamos passando. Tem uma tristeza inicial, mas no final deságua na alegria do amor e da paixão”, descreve Guilherme sobre a canção.

O músico que hoje mora no Pantanal diz que compõe com o amigo desde 2000, sempre pela internet. “Nunca houve uma temática pré-definida, isso sempre foi livre. Ele é um letrista fantástico e que sempre decide o tema muito bem”.

E na esteira das lives, vontade é o que não falta de um show ao vivo, mas na fazenda a internet não é capaz de suportar esse tipo de exibição, por isso, ele decidiu fazer música como forma de se sentir uma artista vivo e alegrar o público que segue em casa também em busca de entretenimento nas redes.

“Fechamos essa parceria com a produtora 3Sons e decidimos lançar um single por mês, já que hoje em dia quase ninguém mais lança um CD completo, ele está em extinção, ninguém mais ouve o CD todo no lançamento. Então a melhor forma que encontramos para surpreender é lançando uma vez ao mês”, diz.

Diz Guilherme que tem músicas suficientes para lançar nos próximos três anos. Além disso, toda a produção tem sido feita à distância. “Em casa gravo voz e violão e parceiros de outros lugares gravam os demais instrumentos e fazem a finalização”, revela.

Guilherme segue isolado na fazenda onde vive há anos com a esposa. Um dos principais pontos turísticos no Pantanal, o lugar permanece fechado para turistas e não tem previsão de reabertura. “Aqui tenho parte da minha família, sou do grupo de risco e tenho a minha mãe com 93 anos de idade. No momento a pousada não está funcionando e eu sigo fugindo desse vírus. Infelizmente, já perdi amigos em São Paulo e outros já passaram muito mal. Então, por enquanto, seguimos em isolamento e nos cuidando, mas fazendo música, claro”.

O último lançamento de Guilherme Rondon foi em dezembro de 2016, com o álbum “Melhor que seja raro”, em parceria com a Zélia Duncan.

Confira aqui a nova canção de Guilherme Rondon e Alexandre Lemos.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário