A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Junho de 2019

02/06/2019 16:26

“Febre” no Brasil, patinete elétrico é opção de lazer nos altos da Afonso Pena

Voltinha com o patinete por 15 minutos custa R$ 20; para o passeio de 30 minutos, são cobrados R$ 35

Anahi Zurutuza e Adriano Fernandes
Murilo, dono dos equipamentos, fez uma demonstração para o Campo Grande News (Foto: Adriano Fernandes)Murilo, dono dos equipamentos, fez uma demonstração para o Campo Grande News (Foto: Adriano Fernandes)

Para matar a curiosidade de quem já viu por aí, mas não quer investir na compra de um patinete elétrico, “febre” no Brasil, os equipamentos estão disponíveis para uma “voltinha” nos altos da Avenida Afonso Pena. O aluguel custa de R$ 20 a R$ 35.

A iniciativa foi do empresário Murilo Seixas, de 25 anos, que investiu R$ 33 mil na compra dos veículos da marca Xiaomi depois que percebeu que haviam “virado moda” em São Paulo e no Rio de Janeiro. A estreia do aluguel de patinetes foi nesse sábado, 1º de junho.

Enquanto a equipe do Campo Grande News esteve conversando com Murilo ninguém apareceu para andar nos patinetes, mas o empresário considerou bom o movimento no primeiro fim de semana. No sábado, foram 10 locações na primeira hora e hoje pela manhã, 35 pessoas pagaram para dar uma voltinha no Parque dos Poderes sobre duas rodas.

Neste domingo, fotos dos patinetes estacionados e comentários sobre a novidade circularam em grupos de WhatsApp.

Quem quiser andar com o patinete por 15 minutos tem de desembolsar R$ 20. Para o passeio de 30 minutos, o empresário cobra R$ 35.

Murilo garante que a brincadeira é segura. Os patinetes atingem velocidade de atém 25 km por hora, mas é possível fazer a regulagem para crianças e adolescente, permitindo que o equipamento atinja no máximo 18 km por hora.

A operação é fácil. Basta subir e dar um primeiro impulso, acelera com a direita e freia com a esquerda.

Patinetes estacionados na entrada do Parque dos Poderes (Foto: Adriano Fernandes)Patinetes estacionados na entrada do Parque dos Poderes (Foto: Adriano Fernandes)

Mobilidade – O empresário revela que vai trabalhar por enquanto com o aluguel dos patinetes apenas como opção de lazer, mas já está de olho na tendência que é transformar os equipamentos como mais uma alternativa de mobilidade.

“Eu, por exemplo, moro nos altos da Afonso Pena e trabalho próximo ao Shopping Campo Grande, uma distância de no máximo 3 km que sempre fazia de carro. Com o patinete, você não precisa pegar o carro e ainda não polui o meio ambiente”, afirma.

A ideia é criar um aplicativo para mais para frente alugar os veículos em vários pontos da cidade.

No mês passado, a Prefeitura de Campo Grande anunciou que estava em busca de parcerias para oferecer o meio de transporte na Capital. O secretário de Meio Ambiente e Gestão Urbana, Luiz Eduardo Costa, que chegou a participar de um “teste drive” em Florianópolis (SC).



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.