A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

30/12/2016 06:25

Ano teve reencontros e vidas transformadas com a ajuda dos leitores

Thailla Torres
Emoção tomou conta quando família conseguiu localizar enfermeira. (Foto: Alcides Neto)Emoção tomou conta quando família conseguiu localizar enfermeira. (Foto: Alcides Neto)

Em 2016 o Lado B narrou histórias de pessoas que inspiraram uma rede de colaboradores e muita ajudana hora de resolver uma diversidade de questões envolvendo esses personagens de Campo Grande. 

Gabriel Nunzio, por exemplo, só encontrou sua "heroína" porque muitas pessoas se sensibilizaram com a história do rapaz de 20 anos, vivo hoje graças a uma enfermeira.

O estudante foi socorrido em um ponto de ônibus pela técnica em enfermagem Bruna Moraes de Souza. A história emocionou pela sorte de Bruna estar no lugar certo e na hora certa, ao lado de Gabriel. Foi ela quem fez a massagem cardíaca durante 9 minutos à espera da ambulância. 

Família sonha em localizar enfermeira que segurou nas mãos a vida de Gabriel

Tudo que a família queria, era encontrar Bruna, para uma abraço, e agradecer pessoalmente pela vida ter colocado ela no caminho de Gabriel. Depois que a Lado B publicou a reportagem, a família finalmente conseguiu localizar a pessoa, que eles chamaram de "anjo da guarda".

O jovem ficou em coma durante 54 dias, os médicos chegaram a dizer que o caso dele seria irreversível. Os pais, Paula Nunzio e José Carlos Nunzio, nunca deixaram de lado a fé e o filho voltou para casa em setembro, após quase dois meses internado. Gabriel ainda não fala e nem anda, mas movimenta as pernas, pisca e corresponde a todo gesto de carinho da família. 

Hoje, Paulo descreve com emoção todas fases de recuperação do filho. "A gente luta pela recuperação total dele e lembra todos os dias de Bruna. Ela foi decisiva na nossa vida, se importou com uma pessoa desconhecida e transformou nossos dias. Graças a ela, Gabriel está vivo", lembra o pai. 

A reportagem foi a mais lida no dia da publicação e movimentou as redes sociais com 656 compartilhamentos. 

Anne mora na França e agora sonha em encontrar com a mãe biológica. (Foto: Arquivo Pessoal)Anne mora na França e agora sonha em encontrar com a mãe biológica. (Foto: Arquivo Pessoal)

Surpreendente foi acompanhar a repercussão do sonho de Anne Alias Manoune, de 28 anos, que mora na França. Pelas redes sociais, ela publicou um apelo em busca de encontrar a mãe biológica que é de Mato Grosso do Sul. Quando Anne conversou com o Lado B, sabia que foi adotada ainda bebê por um casal francês e que a mãe não tinha condições financeiras de criá-la. 

Adotada com 12 dias de vida, francesa quer descobrir mãe biológica em Naviraí

Quando a reportagem foi publica, na manhã do dia 15 de dezembro, Anne teve a resposta que tanto esperava de um jeito surpreendente. Em menos de duas horas, a mãe foi localizada no município de Naviraí.

Tamanha foi a felicidade de Anne e da irmã biológica, também identificada, que agora o sonho é poder abraçar Anne que está tão longe. "Na vida não é só maldade, há pessoas boas como essas que ajudaram a compartilhar essa história. Todos que ajudaram, gostaria de agradecê-los. Dizer um muito obrigado", comenta, Adriana Alves, 31 anos, irmã de Anne.

Depois da reportagem, Adriana diz que Anne foi um verdadeiro presente de Natal que a família recebeu. "Hoje é a alegria para a família toda, principalmente, para minha mãe. Mas ela está longe e sem condições financeiras para esse encontro que tanto esperamos. Creio que ela virá ao Brasil e esse encontro será a libertação para todos. Foi o nosso mais precioso presente de Natal", declara. Agora Anne lançou uma vaquinha na internet para tentar arrecadar dinheiro e vir ao Brasil em abril. Quem quiser contribuir, clique aqui. 

 

Dimes Hendrex ainda espera encontrar o irmão Marlon Brando. Dimes Hendrex ainda espera encontrar o irmão Marlon Brando.

Em maio, contamos a história de Dimes Hendrex, que aos 21 anos procurava os irmãos Janis Joplin e Marlon Brando. O nome dele ficou diferente na escrita, mas foi uma homenagem do pai ao mega guitarrista Jimi Hendrix. Assim como o dos irmãos, que ele tanto tinha vontade de encontrar. 

"Dimes Hendrex" cresceu longe e procura irmãos Janis Joplin e Marlon Brando

Sem saber do paradeiro dos dois, a surpresa veio quando a irmã Janis Joplin fez o contato pelo Facebook. Depois de abrir o coração para o Lado B, uma emissora de televisão prometeu um encontro à Janis, mas que nunca aconteceu. Por isso, ela deixou de esperar e foi em busca do irmão. A história terminou com final feliz e um encontro cheio de amor.

"A matéria foi muito importante pra mim, me proporcionou conhecer uma parte minha que nunca tive a oportunidade antes, e isso foi maravilhoso. Conhecer uma nova história, uma parte nova da família, preencher lacunas que existiam, foi mostrar toda a força do amor", afirma Dimes.

Hoje, o estudante espera a chance de reencontrar o irmão Marlon Brando.

Rafa tem uma história linda de superação e ganhou destaque como guerreira no Jardim Noroeste.Rafa tem uma história linda de superação e ganhou destaque como guerreira no Jardim Noroeste.

A história de Rafaela Laurenao foi contada pelo Lado B em 2015, mas ganhou destaque em 2016 por ter conquistado vários apoiadores. Foi ela quem recebeu o Destaque Lado B este ano, homenagem criada pela CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) em reconhecimento ao trabalho do Campo Grande News na divulgação de pequenos negócios que dão certo na periferia.

Depois de virar notícia, Rafa ganha prêmio, reforma de cyber e até viagem

Com muita dedicação e perseverança, a história de Rafaela foi reconhecida. Dona de uma lan house no bairro Noroeste, ela passou a desempenhar um papel importante na prestação de serviços para toda comunidade do bairro.

Cheia de sorriso, Rafa faz matrícula em escolas, inscreve moradores em programas sociais de governo, providencia agendamentos via internet e até ajuda a arrumar um emprego. Foi dessa maneira que ela venceu e superou a depressão. 

Depois da reportagem, ela conseguiu comprar um imóvel maior e ampliar os negócios. Com o prêmio Lado B, Rafaela ganhou dinheiro para reformar o local, sistema de segurança privada, página no Facebook, site, e até uma viagem de férias. 

Baiano ficou feliz da vida com o presente que ganhou dos alunos. Baiano ficou feliz da vida com o presente que ganhou dos alunos.

E quando menos esperava, foi Baiano quem se emocionou após um ano difícil e desiludido com a venda de pipoca. A gente contou a história do seu Osório Prado, de 86 anos, e as dificuldades do pipoqueiro famoso.

Há 50 anos vendendo pipoca, Baiano anda desiludido na porta do Auxiliadora

Baiano tem 50 anos de trajetória vendendo pipoca em frente ao Colégio Auxiliadora. É reconhecido por moradores, alunos, funcionários e pessoas que já passaram pela escola ao longo dos anos. É tanto carinho, que a reportagem ficou entre as mais lidas do dia da publicação, com mais de 22 mil visualizações. 

Quem leu se emocionou e recordou do tempo em que o cheirinho de pipoca era sentido na hora que tocava o sino para a saída. Motivada pelas lembranças, a ex-aluna Marina Mandetta  promoveu uma campanha pela internet para arrecadar doações, com objetivo de ajudar Baiano a não desistir da profissão. 

A ação deu certo, 130 pessoas colaboraram e o dinheiro foi entregue a Baiano na véspera do Natal. Um presente que nem ele imaginava. Quando recebeu o abraço e soube das doações de ex-alunos, Baiano ficou radiante e chorou de felicidade. E a gente mais ainda em ver o sorriso do homem batalhador. 



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.