A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Fevereiro de 2020

30/12/2019 08:00

Ao voltar para a casa dos pais, abra seu álbum de fotos e sinta orgulho de você

Uma cena que só é vivida na casa dos pais, quando todo mundo se reúne

Paula Maciulevicius Brasil
Rejane e os familiares na formatura de História, em abril de 1997. (Foto: Arquivo Pessoal)Rejane e os familiares na formatura de História, em abril de 1997. (Foto: Arquivo Pessoal)

Historiadora orgulhosa da própria trajetória. Com os olhos de quem se emociona ao ver o passado e viver o presente que a professora Rejane Rodrigues Candado tirou do armário da casa dos pais o álbum de formatura. Os registros são de abril de 1997, quase 23 anos atrás.

As fotos estavam entre outros álbuns da família, na casa dos pais de Rejane, que moram em Caarapó. Professora do curso de História da UFMS, Rejane mora em Nova Andradina e foi passar as festas de fim de ano na cidade natal. 

"Nem todas as férias a gente olha, mas tem uns três anos que resolvi pegar e ficar olhando. Dessa vez fui apresentar o álbum para o meu esposo, mostrar os meus amigos que hoje ele conhece e que estão na fotografia e que a nossa amizade continua", descreve.

A vontade de cursar História veio ainda na adolescência. Bastante questionadora, Rejane era envolvida no movimento estudantil e tinha para si que gostaria de fazer Direito, Filosofia ou História. "Eram cursos que eu acreditava que me fariam compreender melhor a vida, a sociedade e até lutar a favor das classes menos favorecidas, que inclusive é a minha classe, a que me identifico", explica.

Ela também queria ser professora e era encantada pela mestre que lecionou História no Ensino Médio. "Ela acabou me influenciando a tomar a decisão e eu não me arrependo. E acabei fazendo também por uma questão conjuntural, morava em Caarapó e fazia em Dourados. Era uma viagem indo e vindo todos os dias, mas foi o curso que realmente me encontrei e me realizei profissionalmente". 

O momento de ver as fotos acabou sendo publicado no Facebook e até um evento entre os formandos foi marcado, só para todo mundo matar as saudades da época. "Foi muito bom olhar e ter a referência dos professores, dos colegas. Foi bastante emotivo, fiquei muito emocionada", conta. 

O que era para ser um momento dela e do marido acabou reunindo toda a família em torno das lembranças da formatura de Rejane. Uma cena que só é vivida na casa dos pais, quando todo mundo se reúne. "Isso foi bem bacana, porque a gente ficou falando dos nossos objetivos daquela época, e como nós estamos hoje. Foi criando um clima de bastante emoção, porque todo mundo foi falando como era aquele período, em que a vida era mais simples e a gente dava mais valor às questões simples. Hoje, essa correria acaba impondo alguns valores para a gente", contextualiza. 

Por fim, ela prega uma ideia "recomendo: nas férias na casa de seus pais, pegue seu álbum de formatura e se orgulhe de sua história".

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

Convite da formatura da turma de 1996, de História, da UFMS em Dourados. Foto: Arquivo Pessoal)Convite da formatura da turma de 1996, de História, da UFMS em Dourados. Foto: Arquivo Pessoal)
Rejane recém-formada, cheia de sonhos e vontade de mudar o mundo. (Foto: Arquivo Pessoal)Rejane recém-formada, cheia de sonhos e vontade de mudar o mundo. (Foto: Arquivo Pessoal)
Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2020 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.