A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Maio de 2019

27/04/2019 08:15

Após 15 anos, turma ignora distância para viver unida em tempos de frieza

Formatura do “oitavão” aconteceu em 2001 e WhatsApp reuniu a galera novamente em 2016

Danielle Valentim
Galera na formatura da 8ª série. (Foto: Arquivo Pessoal)Galera na formatura da 8ª série. (Foto: Arquivo Pessoal)

Quase duas décadas se passaram desde a formatura do "oitavão" na Escola Municipal Prof. Luís Antonio de Sá Carvalho. Até que turma que estava junta desde a 3ª série decidiu se reencontrar para celebrar a amizade de infância. Os colegas aprovaram tanto a ideia, que os churrascos, aniversários e até casamento ganharam convidados a mais nos últimos dois anos.

O ponta pé para o reencontro aconteceu em 2016 durante conversa da jornalista Anna Gomes, de 32 anos, com um dos velhos amigos. “A gente se reencontrou e eu perguntei se ele ainda tinha contato com alguém daquela época e ele disse que sim. Tivemos a ideia de montar um grupo e aí em poucos meses quase todo mundo estava no grupo”, conta Anna.

Anna lembra que a separação ocorreu no início do ensino médio quando cada um foi para seu lado. O mais engraçado é que o grupo foge do convencional e não fica no "bom dia", "boa tarde" e "boa noite". “Não tinha todo esse acesso à internet e acabamos perdemos o contato. Eu até mantinha com um ou com outro. Logo quando montamos o grupo, o pessoal começou a trocar fotos, relembrar momentos, falar da vida e marcamos o primeiro churrasco. Depois disso nunca mais paramos de nos encontrar. O legal é que virou um grupo para compartilhar coisas da vida”, frisa Anna.

O primeiro encontrão aconteceu na casa de Marinez Padilha Machado, de 33 anos. A dona de um salão de beleza conta que nunca perdeu o contato com outras duas amigas de escola, Renata e Tati. “Depois que o grupo foi criado, cada um foi agregando. Eu também coloquei as meninas. O primeiro encontro com todo o grupo foi em 2016, na minha casa, e a partir daí nunca mais se perdeu o vínculo”, conta.

Turma na formatura. (Foto: Arquivo Pessoal)Turma na formatura. (Foto: Arquivo Pessoal)
Grupo reunido na casa de Marinez. (Foto: Arquivo Pessoal)Grupo reunido na casa de Marinez. (Foto: Arquivo Pessoal)

Marinez conta que alguns se uniram um pouco mais depois de adultos. “Eu e o Felipe Melo, por exemplo, não nos dávamos tão bem na adolescência. Eu era líder de sala e ele era terrível (risos). Agora somos muito amigos, fui até no casamento dele”, disse.

A cada minuto, uma história era lembrada e compartilhada e quando dizem que nem o tempo ou distância apaga amizade, o grupo “Sá Carvalho 1996” comprova que é verdade. A parceira entre os ex-colegas de classe continua a mesma.

Além do carinho que persevera por quase duas décadas, a união dos amigos rendeu até convite de madrinha e padrinho em casamento. O empresário Felipe Melo, de 32 anos, se casou no domingo de Carnaval, em Corumbá. Entre os padrinhos, dois integrantes do grupão do Ensino Fundamental. Para ele, a amizade amadureceu e está maior.

“Praticamente somos mais amigos agora. Foi bem legal reencontrar todos. Hoje tem um vínculo de amizade muito grande de confiança e confidencia. Renasceu uma amizade muito maior”, pontua Felipe.

O empresário Felipe Rodrigues, de 32 anos, garante que a turma se deu bem porque na infância a convivência já era boa. Rodrigues pontua que a geração dos anos 90 sabe aproveitam a presença dos amigos.

“Já era um bom convívio desde criança, agora nos tornamos mais amigos ainda. Nós da geração anos 90 sabemos apreciar a presença, porque passamos pelos dois lados, das brincadeiras na rua à chegada da tecnologia”, finaliza.

Curta o Lado B, no Facebook e Instagram.

Qualquer data é motivo para se comemorar. (Foto: Arquivo Pessoal)Qualquer data é motivo para se comemorar. (Foto: Arquivo Pessoal)
As festa não param. (Foto: Arquivo Pessoal)As festa não param. (Foto: Arquivo Pessoal)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.