A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 16 de Setembro de 2019

01/09/2019 16:14

Após transplante, João dá os primeiros passos e ganha amigos na PM de SP

Menino tem apenas 11 anos e travou uma batalha que terminou no dia 22, quando ele finalmente recebeu o rim de que precisava

Izabela Sanchez
João ao lado dos amigos policiais militares de São Paulo (Foto: Divulgação)João ao lado dos amigos policiais militares de São Paulo (Foto: Divulgação)

Vai e volta na esperança marcaram os dois anos em que João Vitor Silva de Andrade, de 11 anos, esperou por um transplante de rim. No dia 22 de agosto, a esperança alcançou o menino, finalmente, já que o transplante realizado no Hospital Samaritano, em São Paulo, foi um sucesso.

João sofria de agenesia do rim direito, que corresponde à ausência congênita de um rim. Agora, no entanto, os problemas são parte de um passado que logo será apenas uma memória difícil. Ele teve alta do hospital neste domingo (31), local onde deu os primeiros passos.

Além de um rim, ganhou também a amizade de uma categoria que faz os olhos do menino brilharem: policiais militares. João já havia ganhado uma festa temática da polícia militar em Mato Grosso do Sul – com direito até ao uso de farda -, mas a amizade ultrapassou a fronteira e ele ganhou amigos na polícia militar paulista.

Os policiais militares da Rotam (Ronda Ostensiva Tática Metropolitana) de São Paulo fizeram a escolta do garoto no dia 22, do aeroporto até o hospital, já que a pressa era imperativa. Os novos amigos foram visitar João na sexta-feira (30) e levaram presentes para ele.

“Quando fomos chamados os policiais da Rotam fizeram a escolta até o hospital, vieram abrindo caminho, ele ficou feliz demais. Antes de ontem os policiais foram visitar no hospital, ele estava esperando desde sábado passado”, contou a mãe de João, Ana Luíza da Silva.

“Se não fosse eles a gente não tinha chegado a tempo”, conta, e emenda, para provar que a cirurgia de João foi um sucesso: “está fazendo xixi que é uma beleza”.

Confira o vídeo dos passos de João pelo hospital:

Luta por um rim – A história de João foi contada em junho em reportagem do Lado B, no Campo Grande News. A família vive em Aquidauana, a 135 km de Campo Grande, e mãe e filho viajavam praticamente todos os dias para a Capital, a única forma de João realizar hemodiálise.

A cirurgia do dia 22 foi a segunda tentativa já que a primeira, realizada em junho, não deu certo. À época, João se despediu assim: “Vou fazer o transplante do meu rim, vou voltar para casa dos meus irmãos e virar mortal de ponta cabeça. Quando voltar, quero uma festa enorme e abraço. Orem por mim”.

Agora as orações viraram realidade. Daqui a três meses João vai deixar a Casa de Recuperação, em São Paulo, e voltar para Campo Grande.

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.