A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Junho de 2019

13/06/2019 19:38

Após dois anos de espera, João consegue transplante de rim em São Paulo

Fardado, garotinho que ganhou destaque nesta semana pelo sonho de ter um novo rim embarcou há pouco para São Paulo

Thailla Torres
João embarcou há pouco para São Paulo. Ele será operado no Hospital Samaritano. (Foto: Giselli Figueiredo)João embarcou há pouco para São Paulo. Ele será operado no Hospital Samaritano. (Foto: Giselli Figueiredo)

Após dois anos na fila do transplante, João Vitor Silva de Andrade, de 11 anos, vai receber um novo rim. A cirurgia será realizada no Hospital Samaritano, em São Paulo. Ele saiu do município de Aquidauana por volta das 17h e embarcou há pouco no Aeroporto Internacional de Campo Grande com destino ao hospital.

Acompanhado da mãe, Conselho Tutelar e Secretaria de Saúde, João, apaixonado pela Polícia Militar, também ganhou escolta até o aeroporto.

Nesta quarta-feira (12), o Lado B publicou a história de João que realizou o sonho de ter uma festa de aniversário com a presença da PM e sua esperança pelo transplante. Hoje (13), no período da tarde, a família recebeu a notícia que um órgão compatível está à sua espera.

João fez questão de embarcar com a farda que ganhou dos policiais de Aquidauana. (Foto: Giselli Figueiredo)João fez questão de embarcar com a farda que ganhou dos policiais de Aquidauana. (Foto: Giselli Figueiredo)

Na hora do embarque, João foi reconhecido por pessoas que estavam no aeroporto e foi saudado por todos os policiais que o acompanharam no trajeto. O menino também não abriu mão de viajar com a réplica da farda da PM que ganhou no último dia 8 de junho, quando completou 11 anos.

Familiares e amigos ficaram bastante emocionados na despedida, João não tirou o sorriso largo do rosto um minuto. “Ele ficou muito feliz, o povo da minha cidade se mobilizou e ajeitou tudo para gente chegar a tempo no aeroporto. Na rua, ele contou para todo mundo que estava indo para São Paulo porque tem um rim esperando por ele”, conta a mãe Ana Luíza da Silva.

Ao Lado B João disse que vai voltar dando cambalhotas. “Vou fazer o transplante do meu rim, vou voltar para casa dos meus irmãos e virar mortal de ponta cabeça. Quando voltar quero uma festa enorme e abraço. Orem por mim”, disse.

Caso - João está à espera de um novo órgão desde 2016 porque tem agenesia do rim direito, que corresponde à ausência congênita de um rim. No entanto, o outro rim não funciona corretamente e desde 2011 ele faz tratamento.

Sua rotina é de viagens de Aquidauana para Campo Grande todos dias para o tratamento. Mãe e filho levantam de madrugada para chegar aqui às 7h da manhã para hemodiálise.

Cheio de sonhos, após o transplante, João Vitor disse que irá estudar muito para se tornar policial. “Quero fazer a segurança da minha cidade e cuidar das pessoas”.

(Com colaboração da jornalista Giselli Figueiredo)

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

João foi escoltado pela Polícia Militar até Campo Grande. (Foto: Giselli Figueiredo)João foi escoltado pela Polícia Militar até Campo Grande. (Foto: Giselli Figueiredo)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.