A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Maio de 2019

15/05/2019 08:10

De collant nas redes sociais, Sidney Volpe diz que Instagram é liberdade

Empresária conhecida em Campo Grande, Sidney não se importa com a exposição e diz que só quer encorajar a mulherada mais velha

Thailla Torres
Aos 65 anos ela mudou o conceito e conquistou nas redes sociais a liberdade de posar até de collant, sem medo do que o mundo vai pensar.Aos 65 anos ela mudou o conceito e conquistou nas redes sociais a liberdade de posar até de collant, sem medo do que o mundo vai pensar.

Apaixonada por roupas de grifes e com recortes feitos sob medida para uma moda mais conversadora, até pouco tempo, dificilmente, você viria a empresária Sidney Volpe sair às ruas com as coxas ou braços de fora. Aos 65 anos ela mudou o conceito e conquistou nas redes sociais a liberdade de posar até de collant, sem medo do que o mundo vai pensar.

A liberdade trouxe projeção digital. Hoje, ela soma mais de 70 mil seguidores no Instagram aberto ao público. De conteúdo, ela posta looks de sua butique, grifes e frases para encorajar a mulherada. “Confesso que cheguei a pensar que isso não ficaria muito legal na minha idade. Mas tem tanta mulher mais velha que não se sente à vontade e acaba se limitando, que eu tomei coragem. Sou dona do meu nariz, casada e bem realizada”.

Além das várias peças de grife postadas pela empresária, recentemente, a foto em que ela aparece só de collant “bombou” e deixou Sidney empolgada. “Muita gente comentou, mas foram comentários muito positivos. Nas fotos, não estou depravada, apenas com uma mais sexy. Se eu visse outra mulher da minha idade vestida assim, com certeza ia achar bacana”.

 

“Jovens de 24 a 34 anos são meus seguidores”.“Jovens de 24 a 34 anos são meus seguidores”.

Além de desconstruir todo estigma conservador, Sidney diz que conquistou um público que não imaginava. “Jovens de 24 a 34 anos são meus seguidores e eles mandam mensagem me elogiando, desejando que as mães tenham a mesma liberdade e isso é muito bacana”.

E não só as mulheres querem ver a empresária, homens também surgem com elogios e, às vezes, até cantadas. “Os garotos fazem algumas perguntas como ‘você é casada?’, ‘está solteira?’. E eu sempre respondo, sem nenhum problema. Até porque tenho todo incentivo do meu marido”.

As redes sociais trouxeram uma liberdade que antes Sidney não tinha. Tudo começou quando ela decidiu fazer um curso de mídias sociais e se apaixonou “pela vida online”, garante. “Teve uma aceitação muito grande e eu nunca me importei com o que os outros vão falar”, diz. “Claro, se fosse para fazer uma foto com os peitos de fora eu não faria. Mas acho que mulher na terceira idade tem que usar roupa decotada sim”.

Há alguns anos ela diz que tinha receio até de mostrar os braços. “Mesmo no calor, eu não usava o braço de fora, acredita? Hoje não me importo. Uso até decote”.

E quando pensa em ficar mais discreta, as fãs reivindicam. “Esses dias coloquei um vestido de onça e elas ainda me pediram para deixar mais decotado. Elas ficam me direcionando. É muito bom a participação das mulheres”.

Sidney atribui a nova fase não só as redes sociais, mas à família. “Acho que esse encorajamento vem da minha mãe vive há muito anos, sempre gostou de viajar pela Europa, para fazenda e sempre muito alegre. Em casa a gente nunca sentiu um peso com a chegada da idade, pelo contrário, eu falaria numa boa se tivesse um pouquinho mais”.

A empresária mora em Campo Grande, mas tem casa em Miami e São Paulo, dividida entre as viagens e a empresa, hoje, o momento mais divertido é quando faz festa em casa. “Esse negócio de comemorar alguma coisa em restaurante não é comigo, gosto mesmo é de aniversário em casa, porque gosto de abraçar, tirar os sapatos e contar histórias com os amigos. Com isso eu não preciso nem de psicóloga”, finaliza.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.