ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 28º

Comportamento

Em sessão de cinema, morador de rua sonha com lar e profissão

Em projeto social, filmes com mensagens de superação são exibidos para pessoas em situação de rua

Por Bárbara Cavalcanti | 26/07/2021 08:15
Exibição do filme acontece em céu aberto no pátio da unidade. (Foto: Paulo Francis)
Exibição do filme acontece em céu aberto no pátio da unidade. (Foto: Paulo Francis)

Força de vontade, fé, perseverança e coragem. Essas foram as lições que os participantes da segunda edição do Cine Inclusão, realizada na Unidade de Acolhimento Institucional para adultos e família (UAIFA), que acolhe moradores de rua, tiraram de proveito do filme “Menina de Ouro”.

“Eles quem escolhem o filme. O objetivo é que sejam obras que tragam uma mensagem de perseverança e persistência”, detalha o coordenador do projeto Odair de Jesus Martins.

Filme exibido foi a "Menina de Ouro". (Foto: Paulo Francis)
Filme exibido foi a "Menina de Ouro". (Foto: Paulo Francis)

A exibição acontece à noite à céu aberto no pátio central da unidade. No final, a equipe de assistência social fez perguntas sobre o que eles entenderam do filme e as respostas vieram da plateia e percebeu-se que a mensagem principal do filme foi bem captada. “Força de vontade, fé, perseverança, determinação, coragem, sonhos, mudanças”, expressavam.

Nickson Bittencourt de Olivera, de 31 anos, está na UAIFA há quase um ano. Ele acabou saindo de casa por causa de agressões físicas. No espaço conseguiu abrigo e diz que está em busca de realizar o sonho de ser cirurgião ortopédico.

Nickson assistiu o filme pela primeira vez e disse ter gostado muito. (Foto: Paulo Francis)
Nickson assistiu o filme pela primeira vez e disse ter gostado muito. (Foto: Paulo Francis)

Ele assistiu o filme pela primeira vez e diz ter gostado. “No filme, a parte que ela pede pra desligar o respirador foi a que mais me chamou atenção. Ela manteve a linha dela, ela foi coerente até o fim com o objetivo dela, isso foi o que mais me chamou atenção”, expressou.

E diz que se sentiu inspirado a persistir com seus sonhos. “Não a parte do respirador, especificamente”, ri. “Mas a mensagem é de nunca desistir dos objetivos. Eu já consegui um dos meus objetivos, que foi me formar no Ensino Médio, mesmo que um pouco tarde. Mas espero poder ter a oportunidade de poder estudar e fazer o curso de medicina. Tudo ainda é muito difícil, é um sonho, mas que eu tracei como objetivo”, comentou.

Jefferson Soares dos Santos, de 32 anos, também diz ter gostado do filme. Ele frequenta a UAIFA entre idas e vindas desde 2018. Ele é de Rondônia e chegou aqui com a família em Mato Grosso do Sul em 1997, mas por desentendimentos acabou tendo que sair de casa.

Jefferson disse ter assistido filme pela primeira vez e gostou da mensagem de perseverança. (Foto: Paulo Francis)
Jefferson disse ter assistido filme pela primeira vez e gostou da mensagem de perseverança. (Foto: Paulo Francis)

Do filme, diz que mais gostou da mensagem de superação. “A vida é feito de altos e baixos né, então é importante não desistir. Ela foi muito perseverante e é assim que tem que ser mesmo, não desistir diante dos obstáculos”, reforça.

De acordo com a psicóloga Talita Borges Delmondes, na UAIFA, todos os usuários recebem acompanhamento psico-social para traçarem suas metas de vida.

“A maioria está em situação de rua e lida com dependência química. Mas o objetivo é que daqui eles consigam traçar seus objetivos, e assim consigam se organizar. Esse projeto, reforça a importância na arte na educação, além do entretenimento”, comentou.

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do Whatsapp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário