A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

20/08/2018 07:52

Febre do k-pop fez público vibrar com concurso de dança exaustivamente ensaiada

Thaís Pimenta
Sixty One levou o primeiro lugar na competição em grupo do concurso de dança de k-pop. (foto: Thaís Pimenta)Sixty One levou o primeiro lugar na competição em grupo do concurso de dança de k-pop. (foto: Thaís Pimenta)

O K-pop já é febre no mundo todo tem algum tempo e por aqui só cresce. A garotada não é apenas fã, também se dedica ao estilo com muito ensaio. No fim de semana, grupos surpreenderam em concurso para ver quem dançava melhor o estilo e o público da Parada Nerd vibrou com os dois dias de K-pop Dance Challenge (veja vídeo no final).

"Pouca gente sabe, mas ele chegou para substituir o j-pop e ganhou força entre a galera mais nova por conta da coreografias e do visual coreano ocidental dos músicos integrantes", explica ele um dos organizadores do evento, Gabriel Vieira.

Participar como plateia da competição foi uma experiência bem curiosa. Ver o quanto o público vibrava e se emocionava a cada passo reproduzido conforme o clipe das bandas coreanas ditavam, era como estar dentro de uma bolha nunca antes explorada. 

 

Os vencedores do k-pop dance challenge da quinta edição da Parada Nerd. (foto: Thaís Pimenta)Os vencedores do k-pop dance challenge da quinta edição da Parada Nerd. (foto: Thaís Pimenta)

O público se distinguia do das outras atrações da Parada Nerd, já que a maioria da galera presente aparentava ter lá pelos seus 15 anos. Nos intervalos das apresentações, a organização soltava hits coreanos, e todos, com poucas exceções, levantavam de suas cadeiras para reproduzir os passos já gravados na memória.

O mais bacana foi perceber que a plateia não julgava nem quem se dispunha a apresentar e nem quem se arriscava como público. "A gente nota que pra eles é uma grande brincadeira. Eles não levam na intenção de concorrer, é mais uma oportunidade de estar com quem tem as mesmas afinidades, no mesmo lugar", completa Gabriel.

Dos mais novos aos mais velhos, dos passos mais delicados aos mais enérgicos, meninos e meninas se divertiam, independente da forma física, da cor da pele ou da orientação sexual. 

E dentre mais de dez grupos e dançarinos solo, quem levou o troféu de primeiro lugar pra casa foi o grupo Sixty One e, na categoria solo, o dançarino Leonardo Liahira.

 

Um dos grupos participantes. (Foto: Thaís Pimenta)Um dos grupos participantes. (Foto: Thaís Pimenta)
Maria Joana emocionada com o primeiro lugar.Maria Joana emocionada com o primeiro lugar.

Os que levavam os 2º e 3º lugares não deixavam de se emocionar tanto quanto os vencedores. A dançarina Maria Joana, que levou o terceiro lugar no solo caiu aos prantos quando ouviu seu nome sendo anunciado pela organização da Parada. "Eu não estou acreditando", dizia ela.

Vinícius, Letícia, Matheus, Camila e Thiago eram os dançarinos do Sixty One. Eles também não esconderam a emoção de receber o prêmio do 1º lugar. "A gente não esperava, de verdade. Todo mundo que competiu conosco tinha chance de levar", diz Vinícius.

No palco, eles dançaram a música Latata, do grupo feminino (G)I-DLE. "O grupo é formado só por meninas, então nós tentamos reproduzir o visual delas com uma pegada masculina, adaptamos a roupa delas, na verdade".

Para Letícia, o k-pop passou de ser o gênero musical preferido para se tornar estilo de vida, tanto é que o Sixty One divide suas coreografias em seu canal do Youtube. "Eu passei a me vestir com a roupa que eles usam, tudo bem coreano", completa ela.

E o grupo reitera que, mesmo se não tivesse a competição, eles continuariam a treinar os passos. "A gente dança porque gosta. Essa coreografia a gente tem desde 2016, por exemplo".

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.