A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019

15/08/2019 08:13

Geração Y mudou a cantada e solteiro escapa de um raio, mas não do flerte

A gente também fez uma listinha de onde curtir o Dia do Solteiro em plena quinta-feira

Danielle Valentim
Para Idalina Jara, de 19 anos, independente da tecnologia, as cantadas de pedreiro estão a todo vapor. (Foto: Paulo Francis)Para Idalina Jara, de 19 anos, independente da tecnologia, as cantadas de pedreiro estão a todo vapor. (Foto: Paulo Francis)

“Solteiro sim, sozinho nunca” ou “antes só do que mal acompanhado”. Neste Dia do Solteiro, qual frase te representa? Se for para comemorar ou lamentar, as formas de se aproximar de alguém não faltam, já que, na disputa com a tecnologia, até as cantadas da nova geração não são as mesmas.

As famosas “vem sempre aqui?”, “seu pai te vende?” ou “não sabia que flor nascia no asfalto”, ficaram para trás. Atualmente, uma sequência de curtidas em fotos antigas do feed é sinal de “estou a fim de você”.

Em resumo, o estilo das cantadas pode até ter mudado, mas não tem data para acabar. Nas ruas, o Lado B viu de perto que a galera escapa de um raio, mas não de um flerte. A advogada Nagila Sorti e a médica veterinária Taiane Volce, ambas de 28 anos, que o digam.

A advogada Nagila Sorti conta que até o garçom deu cantada. (Foto: Paulo Francis)A advogada Nagila Sorti conta que até o garçom deu cantada. (Foto: Paulo Francis)
A médica veterinária Taiane Volce, estava na mesma mesa. (Foto: Paulo Francis)A médica veterinária Taiane Volce, estava na mesma mesa. (Foto: Paulo Francis)

Enquanto os filhos curtiam a área kids de um barzinho da Avenida Afonso Pena, as amigas aproveitavam uma refeição. Elas tinham acabado de receber uma perguntinha indiscreta, quando a reportagem se aproximou.

“A gente acabou de ser cantada pelo garçom. Ele lançou aquela velha: Você é casada? Está solteira? Talvez ele perguntou por sermos mães. Mas foi assim, do nada, na nossa cara”, frisou Nagila.

As amigas admitem que com a praticidade do WhatApp é mais fácil lançar cantadas, mas não se prolongaram em revelar quais.

Frases “das antigas” nunca irão acabar. diz Lissandro.(Foto: Paulo Francis)Frases “das antigas” nunca irão acabar. diz Lissandro.(Foto: Paulo Francis)
Matheus bate o pé afirmando que a internet, tecnologia e explosão de aplicativos exterminaram a “ultrapassada” cantada. (Foto: Paulo Francis)Matheus bate o pé afirmando que a internet, tecnologia e explosão de aplicativos exterminaram a “ultrapassada” cantada. (Foto: Paulo Francis)

Questionado sobre as cantadas atuais, Lissandro Zanela, que trabalha com vendas, garante que as frases “das antigas” nunca irão acabar. “Sempre lançam, né? Mas como sou tímido e casado, não costumo sair cantando ninguém”, frisou.

Já o encontro de Hudson Thiago e Priscila Franciele foi garantido graças ao Tinder. O casal já se conhecia, mas bastou um “match” no aplicativo, para tudo se desenrolar. Indagada sobre a última cantada recebida, Priscila apenas apontou para Hudson.

“Já nos conhecíamos, mas com o match no Tinder vi a oportunidade de chama-la para sair. Perguntei na hora, vamos ficar conversando ou vamos sair? Ela topou e agora estamos aqui”, lembra Hudson.

Em outro bar, na Rua Rio Grande do Sul, o Lado B encontrou mais duas opiniões diferentes. Para Idalina Jara, de 19 anos, independente da tecnologia, as cantadas de pedreiro estão a todo vapor.

“Aquelas clichês, chatas e que não convencem ninguém acontecem todos os dias, não adianta. Na minha opinião continua a mesma coisa e ninguém escapa”, frisa.

Já Matheus Ragonha, de 24 anos, bate o pé afirmando que a internet, tecnologia e explosão de aplicativos exterminaram a “ultrapassada” cantada. “Nem aqui, nem em São Paulo e em lugar nenhum. Acabou esse lance de cantada. Hoje se a pessoa está a fim de já pergunta se quer transar e pronto”, finalizou.

A cantada não necessariamente se trata de assédio. Porém, o elogio muda de figura quando a pessoa que o recebe se sente desrespeitada.

Ficou com vontade de curtir o Dia do Solteiro? A gente ajuda a escolher o lugar. Nesta quinta-feira a cidade tem agenda cheia. Tem programa mais calmo, noite em boate, discussão sobre sexo e até rolê religioso:

CrossOver – Na casa noturna Wave Club as quintas combinam diferentes espaços, artistas e performances, com pop, funk e eletrônico. A festa começa às 23h30 e até 1h a entrada é free com nome na lista (wave_clubcg@hotmail.com). Sem lista, o valor é de R$ 16,00. A Wave fica no prédio do Rádio Clube, na Rua Padre João Crippa, 1280.

Acústico – No Ronda hoje tem soul e blues, a partir de 20 horas. Quem entra, ganha um copo de Catuaba. O Butiquim du Ronda fica na rua José Antônio, 763, Vila Rosa Pires.

Programa cabeça - Você o do tipo diferentão? O programa original então no Dia do Solteiro pode estar no estacionamento do Teatro Glauce Rocha. O Cine Cosmos exibe hoje "2001- Uma Odisséia no Espaço", a partir de 17h30, de graça. Vai ter pipoca e observação do céu depois do filme. Tem coisa mais romântica?

Chorinho - No Genuíno, no Bairro Amambaí, o Coletivo Vibrações prepara o “Chorinho de Quinta” com repertório de artistas como Jacob do Bandolim, Pixinguinha, K-Ximbinho e Severino Araújo, que marcaram o gênero musical. Rua Aporé, 97 - Amambai.

Rolê de Vênus – No Brava, a noite é dedicada a quem quer descobrir o prazer sexual. Hoje tem festa do projeto Papo de Vênus. Vai ter vendas de produtos eróticos e exposição de arte, a partir de 19h. O Brava fica na Rua Calógeras, 3100, pertinho da Feira Central.

Seresta - “Sarau do Roker” é programação que aposta nos bailes e serestas. O evento reúne bandas, cantores locais e nacionais, grupos de danças, pintores e repentistas, hoje, a programação conta com apresentação do músico Castelo. O evento será no refúgio Escritório Bar, na Rua 1° de Maio, 99, Jardim São Bento.

Lagoa - Na base da voz e violão, o músico Magno Abreu faz o som no Capim Guiné, com MPB, reggae, forró, rock e até canções infantis. A programação começa às 20h30, na Rua Aporé, 97, Jardim Itatiaia.

Forró - Dá para arrumar alguém e já aprender a dançar no Forrozinho de Quinta , projeto da escola de dança Shama. Também entram no repertório bolero, samba, zouk e chamamé. O evento começa às 19h30 na Rua Bahia 963. Jardim dos Estados, a R$ 8 a entrada.

Happy hour - Até a Plaenge organizou happy hour, com rock na Alameda Reserva Bella Vista, na rua Nova Era, 301. O som será da banda Cassino Boggie e o DJ Thiago Merlone, além de food trucks e espaço kids.

Tenha fé - Também tem festa católica nesta quinta-feira, para quem quer encontrar um par religioso. No Dia de Nossa Senhora da Abadia, a comunidade devota à santa faz quermesse na Cidade do Natal, nos Altos da Afonso Pena.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.