ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SEGUNDA  30    CAMPO GRANDE 32º

Comportamento

João Clóvis cria perfil nas redes sociais para falar da experiência de ser pai

Aos 42 anos, ele resolveu compartilhar as vivências de casa com outros pais para contribuir na educação dos pequenos

Por Alana Portela | 27/02/2020 07:21
João Clóvis Dal Belo Júnior fazendo foto com a esposa e os filhos. (Foto: Arquivo pessoal)
João Clóvis Dal Belo Júnior fazendo foto com a esposa e os filhos. (Foto: Arquivo pessoal)

Pai de dois filhos, João Clóvis Dal Belo Júnior resolveu compartilhar a experiência com outros pais e criou o perfil “Ser Papai”, no Instagram. A proposta é falar sobre tudo, desde o acompanhamento paterno, sexo na gravidez e até as vivências com os pequenos João Miguel, de 10 anos, e Thaís de 4.

“Minha esposa, Thalita, é doula e já conversamos muito sobre nascimento e criação de filhos. Ela organiza uma roda de gestantes para falar com as mães, e eu faço isso com os pais. Tem muita coisa que gosto de compartilhar, passei a estudar mais sobre criação não violenta, como não repetir os erros nos quais fomos criados. Comecei a ler muito o assunto e aproveitei para escrever também”, conta.

Aos 42 anos, ele resolveu abrir o coração e compartilhar as experiências de vida. Se inspirou nos perfis de pais de outros estados que também postam dicas de como ser uma boa pessoa para educar os filhos. Júnior, como também é conhecido, trabalhava como analista de administração pessoal, mas deixou o emprego e agora resolveu inovar.

A conta foi criada em novembro do ano passado, e todo dia é uma publicação nova sobre um assunto diferente. Às vezes, ele mesmo escreve e em outras usa textos prontos para falar com os seguidores. “É importante compartilhar a informação para tentar mudar o paradigma, principalmente que os pais têm”, destaca.

Na rede social, João Clóvis troca informações com os seguidores. “É para aqueles pais que pensam em dar uma criação diferente para os filhos, mais cuidadosa atenciosa porque isso faz diferença. Vejo a melhora no comportamento dos meus filhos, é recíproco, pois quanto mais a gente estimula, mais retribuem a nossa atenção”.

Júnior relata que é preciso ter cuidado ao tratar uma criança, na forma da conversa com os pequenos. “Tem que evitar gritos e palavras não carinhosas, ser atencioso. Tive uma criação no qual gritar e apanhar era normal, até determinado ponto da minha vida achava normal, mas percebi que o comportamento da criança era reflexo disso”.

Ele revela não ter conseguido acompanhar o nascimento do primeiro filho, pois na época ainda não era permitido que homens acompanhassem as mulheres. “Minha esposa foi levada para fazer cesárea, não pude acompanhar. Porém, na segunda, encontramos uma médica que nos ajudou a ter parto normal e consegui acompanhar. Fui eu quem cortou o cordão umbilical da Thaís”, diz emocionado.

Por isso, também, que no perfil criado Júnior fala sobre parto humanizado, explica o que é doula e até sexo na gravidez vira assunto desse pai. “Hoje é assunto polêmico, um verdadeiro tabu. Durante as rodas, pude perceber que nós homens não gostamos de falar sobre isso, ao contrário de nossa juventude, em que os homens são taxados exibicionistas e que gostam de contar sobre suas aventuras. Quando o assunto é sexo na gravidez, ouve-se um grande silêncio”, descreve uma das postagens.

As publicações também são para explicar o trabalho de uma doula, de humanização. “Falo de paternidade, gestação e nascimento. É importante o pai participar desse momento, todo meu envolvimento começou quando participei do parto da minha filha, que foi natural e passei ver coisas diferente. A esposa virou doula e na roda de gestante surgiu a necessidade dos pais também conversarem, e falar sobre estar presente na hora do parto”.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563 (chame agora mesmo).

João Clóvis é o terceiro da direita para esquerda, ao lado dos colegas durante a roda de conversa dos pais. (Foto: Arquivo pessoal)
João Clóvis é o terceiro da direita para esquerda, ao lado dos colegas durante a roda de conversa dos pais. (Foto: Arquivo pessoal)