ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, DOMINGO  26    CAMPO GRANDE 15º

Comportamento

Novela Pantanal convenceu Nilza a sair de São Paulo para viver em MS

Apaixonada pelas cenas da novela, Nilza não hesitou quando marido recebeu proposta para morar em Bodoquena

Por Aletheya Alves | 23/05/2022 06:56
Otacílio e Nilza se mudaram com as filhas Alinne e Amanda graças à novela. (Foto: Arquivo pessoal)
Otacílio e Nilza se mudaram com as filhas Alinne e Amanda graças à novela. (Foto: Arquivo pessoal)

Em 1991, Otacílio Oliveira recebeu a proposta de ser transferido para Mato Grosso do Sul com a família e, resistente em precisar sair de São Paulo, foi convencido pela esposa a se mudar apenas por um motivo: Nilza havia assistido a novela Pantanal no ano anterior e se apaixonado pelas paisagens. Encantada com o bioma exibido na TV, ela insistiu na mudança sem nem mesmo conhecer o local e, hoje, diz que nunca se arrependeu.

“Um dia, meu marido chegou para mim e disse que queriam transferir ele para Bodoquena. Perguntei onde ficava a cidade e ele falou que ficava perto de Miranda. Aí eu disse ‘Miranda? Pantanal? Aquidauana? Eu quero!” Como se fosse hoje, Nilza Oliveira, de 59 anos, relembra que a decisão de vir para MS surgiu poucos meses depois da novela acabar.

Na época, ela era concursada no Tribunal de Justiça de São Paulo e Otacílio trabalhava como analista contábil. Enquanto Nilza apoiou a mudança, o marido passou um bom tempo se recusando a aceitar a proposta.

Como os dois não conheciam Mato Grosso do Sul presencialmente, Otacílio viajou até Bodoquena em outubro de 1991 e manteve a opinião de que não gostaria da transferência. “Ele não queria ficar, mas eu disse que queria vir. Então, no dia 1º de abril de 1992, a gente veio”, explica Nilza.

Família escolheu Bodoquena para viver e seguem na cidade até hoje. (Foto: Arquivo pessoal)
Família escolheu Bodoquena para viver e seguem na cidade até hoje. (Foto: Arquivo pessoal)

Composta pelos dois e duas filhas, ainda pequenas na época, a família morou por seis anos em Bodoquena e retornou para o interior de São Paulo. Já em 2003, houve novamente a possibilidade de retornar para a cidade e, desde então, seguem vivendo em MS.

Feliz com a mudança, Nilza garante que nunca se arrependeu de ter insistido na decisão baseada no que viu durante a transmissão da novela.

“Apesar de eu nunca ter visto uma onça-pintada de perto, já vi uma onça-parda no meu sítio e também outros animais. Não me arrependo nenhum minuto de ter vindo para cá”, diz.

Recontando a história

Uma das filhas do casal, Alinne Oliveira, de 34 anos, narra que recontar a história da família acaba sendo algo engraçado, ainda mais com o remake de Pantanal no ar. “O Mato Grosso do Sul, hoje, é meu estado graças a essa decisão que minha mãe tomou lá, há mais de 30 anos, por conta da novela que ela assistiu com as paisagens que viu”, explica.

Além de trazer a história de volta, a psicóloga conta que ver as paisagens sendo transmitidas mais uma vez para o Brasil é emocionante, já que o Pantanal se tornou parte de sua vida.

“A gente conhece Aquidauana, Miranda, Corumbá. Fizemos passeio de chalana no Rio Paraguai e saber que tudo isso que está sendo mostrado para o Brasil fez parte da minha infância é muito interessante.”

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Nos siga no Google Notícias