A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019

07/08/2019 09:40

Para um feed de celebridade, Mirella ensina namorado a fotografar com celular

Quem nunca fez um registro incrível da amiga ou do namorado e na hora de inverter os papéis viu a sessão de fotos virar desastre?

Kimberly Teodoro
Clique feito por Eduardo em Ipanema (Foto: Arquivo Pessoal)Clique feito por Eduardo em Ipanema (Foto: Arquivo Pessoal)

Quem nunca visitou o lugar da moda, um cenário inusitado ou até mesmo fez aquela viagem de férias para um destino paradisíaco, mas na volta conseguiu contar nos dedos as fotos que ficaram realmente boas? Pior, quem nunca clicou a melhor amiga naquela pose maravilhosa e super "instagramável" e quando foi a sua vez na frente da câmera, ficou um desastre? E o namorado (a), que na tentativa do click espontâneo, sempre captura os piores momentos? Melhor nem citar o álbum de família.

Sempre atenta aos detalhes, tanto por trás quanto à frente das lentes, para fotógrafa Mirella Gimenez, o jeito foi ensinar o namorado, Eduardo Reis à fotografar para não perder o clique. Habilidade que hoje é quase requisito na hora de candidatar à vaga de melhor amigo no rolê ou crush.

Espontaneidade é  uma das dicas para fotos mais instagramáveis (Foto: Arquivo Pessoal)Espontaneidade é uma das dicas para fotos mais "instagramáveis" (Foto: Arquivo Pessoal)

Eduardo é o fotógrafo oficial do rolê há dez anos. Além da paciência, muito exercitada na função, ele garante que o talento teve uma ajudinha da namorada. “Além de fazer as fotos, ela ainda me força a aprender o melhor jeito de fotografar. Claro, eu também uso o meu dom de fotógrafo”, brinca.

Segundo ele, o truque é prestar atenção às orientações e sempre tentar fazer o mais parecido possível. Normalmente, são vários cliques até a foto ideal, além de cuidado com a maneira de segurar o celular para garantir o ângulo certo.

Para o Lado B, Mirella fez um listinha com oito passos simples para deixar o feed do Instagram qualquer um parecendo de celebridade. Confere só:

Fotos clicadas pelo namorado deixaram de ser problema depois que Eduardo aprendeu a fotografar (Foto: Arquivo Pessoal)Fotos clicadas pelo namorado deixaram de ser problema depois que Eduardo aprendeu a fotografar (Foto: Arquivo Pessoal)
Praia Brava, Florianópolis (Foto: Arquivo Pessoal)Praia Brava, Florianópolis (Foto: Arquivo Pessoal)

Inspiração - Em fotos de viagem principalmente ou até durante visitas a lugares inusitados que merecem um registro, a dica é buscar referências em sites como o pinterest e até nas contas do instagram de fotógrafos, amigos, personalidades e até blogueiras. Vale também salvar em uma pastinha no celular e mostrar para a amiga promovida à fotógrafa. “Às vezes acabo copiando as fotos, mas na maioria o resultado acaba ficando original”.

Luz - Fazer fotos do celular parece simples, mas observar a posição da luz é essencial. Um local muito escuro, pode não apenas baixar a qualidade da imagem como fazer com que os contornos, nitidez contrastes se percam. Uma dica é procurar uma janela ou porta, se posicionando de maneira que a luz ilumine seu rosto. Ficar contra a iluminação só em fotos de silhueta. Em cenas externas, é importante ficar de olho no sol, perceber de onde a luz está vindo e ficar sempre de frente para ela.

Espontaneidade - Fotos com movimento ficam muito mais bonitas e naturais, então além da pose é legal pensar gestos que possam valorizar a foto, como prender os cabelos, olhar para o lado, dar alguns passos para frente, mexer na saia quando for um modelo rodado.

Além de namorado, Eduardo foi promovido a fotógrafo oficial do rolê (Foto: Reprodução Instagram)Além de namorado, Eduardo foi promovido a fotógrafo oficial do rolê (Foto: Reprodução Instagram)

Look - A roupa também é importante, no caso de viagens para a praia as fotos de biquíni acabam ficando repetitivas, então lenços, cangas, vestidos longos, óculos de sol, são sempre adereços legais.

Olhadinha - Às vezes a pessoa não tem noção dos detalhes que vão fazer a diferença na foto, como por exemplo arrumar o cabelo, então eu peço para clicar um pouco e vou olhando para conseguir orientar melhor o ângulo da foto, distância.

Mais de um clique - Fazer várias fotos em cada pose, entre 20 e 30 fotos é um número bom para que você consiga escolher mais tarde. “É importante você ir clicando e sempre pedir para a sua amiga ou para o namorado mostrar o resultado, só assim você vai conseguir ajudar as poses. Normalmente, quem está tirando a foto não tem noção de como você prefere que o cabelo fique, ou o sorriso, quem conhece o seu melhor ângulo é você”.

Sessão de fotos - Reservar um tempo do dia para fazer as fotos planejadas, ter várias opções e depois esquecer o celular e curtir o momento. Se você ficar muito preso aos cliques, acaba não aproveitando o cenário e a companhia, que é o mais importante.

Por trás da lente - Ter intimidade com quem está fotografando também faz muita diferença. “A vantagem de ir com o Eduardo é a liberdade de dizer se estou gostando ou não de como está ficando. Acho que se quando você não tem intimidade, você acaba não ficando tão à vontade”.

E você, já passou por alguma situação parecida, tem dicas de como resolver ou ficou em dúvida sobre o assunto? Conta para a gente nas nossas redes sociais e já aproveita para curtir o Lado B no Facebook e no Instagram.

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.