A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

02/10/2017 06:36

Postagem nas redes sociais incentiva "desabafo" e quase vira CVV virtual

Mariana Lopes
Print da postagem sobre desabafos na página Passeando Por Campo GrandePrint da postagem sobre desabafos na página Passeando Por Campo Grande

Todos os dias, após as 23h, uma postagens estratégica nas redes sociais rende centenas de comentários, confissões e desabafos, sempre seguidos de apoio, conselhos e solidariedade. Muitas vezes, as respostas são impulsionadas pelo pelo fato da pessoa se identificar com as situações expostas, por já ter vivido algo semelhante. Outras, por pura empatia. Seja qual for motivo, o fato é que este tipo de publicação ganhou espaço e, para muitos, se tornou uma espécie de grupo de apoio, praticamente um CVV da era virtual.

No Facebook, a página "Passeando em Campo Grade" normalmente é de humor, mas apostou nessa ideia para interagir com os seguidores. Quando a frase "confesse algo aqui" aparece na timeline, uma chuva de comentários surge em pouco tempo.

"Precisávamos interagir com o público e sabemos daqueles amante da noite. Escolhemos dar voz para o clube da insônia conversar. Hoje virou quadro", conta Junior, gerenciados da página.

Este mesmo quadro já teve outro tipo de pergunta. Houve um tempo que Junior chegou a seguir desabafos na rede social. O que também gerou bastante polêmica, inclusive de pessoas relatando a vontade de se suicidar.

Seja lá qual for a motivação da postagem, "confesse" ou "desabafe", a frase gera impacto nos internautas e desperta aquele lado carente dentro da pessoa. "Quem faz essa postagem é cem por cento o público, apenas instigamos", afirma Junior.

O gerenciador da página conta que estas postagens já renderam muito pano pra manga, para o bem e para o mal.

"Fiquei sabendo que já rolou até namoro. Teve também um caso que a mulher foi expulsa de casa pelo marido, aí ela recebeu conselho pra ir à delegacia. Mas também já teve treta. Um cara, uma vez, disse que ficou com uma mina no ônibus 070 e aí printaram e mandaram pra mulher dele", recorda Junior.

O sucesso das publicações, Junior acredita estar na necessidade de as pessoas interagirem e nem sempre terem com quem fazer isso. "O povo gosta de jogar indiretinha no Face, e também muita gente reclama de fome ou solidão, às vezes o post dela no perfil não da tantos comentários quanto num post da página. Então, se eu esto com fome, ai já vem 3 ou 4 dizer que também está com fome. E no caso de estar sozinho é a mesma pegada", explica.

E você, tem algo a confessar ou desabafar?

 



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.