ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  10    CAMPO GRANDE 12º

Comportamento

“Preto sim, marginal não”, é história de jamaicano que ama MS

Há 8 anos, ele veio cobrir a Copa do Mundo no Brasil e se apaixonou pela feijoada de Campo Grande

Por Jéssica Fernandes | 17/06/2022 07:16
Ermeson Bryant Amardy pratica fisiculturismo há seis anos. (Foto: Arquivo pessoal)
Ermeson Bryant Amardy pratica fisiculturismo há seis anos. (Foto: Arquivo pessoal)

Natural da Jamaica, Ermeson Bryant Amardy, de 36 anos, adotou há quase uma década Campo Grande como lar permanente. Multitalentos, ele é jornalista investigativo, fisiculturista, modelo e mestre em idiomas. Com três livros publicados, o novo trabalho é o livro intitulado “Koyo: Preto sim, marginal não”.

Através do trabalho como jornalista, Ermeson veio para o Brasil em 2014 com o propósito de cobrir a Copa do Mundo daquele ano. Após viajar para o Rio de Janeiro, São Paulo e Bahia, ele conta como veio parar em Mato Grosso do Sul. “Eu tinha um amigo que morava em Três Lagoas, me mudei pra casa dele, depois minha ex-namorada pediu para eu morar aqui”, lembra.

Seja em razão das belezas da cidade ou devido ao tempero único da feijoada campo-grandense, o profissional acabou gostando da cidade morena. Acostumado a cobrir casos jornalísticos no âmbito da política, narcotráfico e imigração, hoje ele trabalha para instituições privadas e públicas. “Trabalho como tradutor para empresas”, explica.

Além de escritor, ele também é modelo e tradutor. (Foto: Arquivo pessoal)
Além de escritor, ele também é modelo e tradutor. (Foto: Arquivo pessoal)

Formado em letras, ele fala inglês, francês, espanhol, italiano e português. Além dos idiomas, ele comenta sobre a outra paixão que cultiva, o fisiculturismo. “Comecei a treinar há seis anos, peguei amor por essa parte, já participei em competições nacionais”, relata.

Koyo, preto sim, marginal não - No dia nove do próximo mês, o escritor realiza o primeiro lançamento de um livro no Brasil. Embora tenha outros dois escritos, ele esclarece que as demais não estão em português. "Ainda vou fazer o lançamento delas", diz.

No novo trabalho, Ermeson aborda o racismo e algumas vivências. "Eu falo sobre racismo e preconceito, que é um assunto polêmico em todo lugar do mundo. O preconceito vai além da pele e eu não falo sobre acontecimentos só do Brasil”, destaca.

Questionado sobre o significado da palavra ‘Koyo’, o jornalista faz mistério. “Milhões de pessoas perguntam e eu gostaria, mas não posso responder. É uma palavra estrangeira e tem um significado mais complexo”, revela.

Quem quiser prestigiar o evento, o lançamento acontece no dia nove de julho, às 18h, no Sesc Cultura. O perfil dele no Instagram é @bryantamardy.

 Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Nos siga no Google Notícias