ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  28    CAMPO GRANDE 28º

Comportamento

Universitários passam aperto com banheiros interditados na UFMS

Por Viviane Oliveira | 08/05/2013 06:21
Acadêmica mostra situação nos sanitários (Foto: Marcos Ermínio)
Acadêmica mostra situação nos sanitários (Foto: Marcos Ermínio)

Falta de estrutura é motivo constante de reclamação na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande. Mas agora o problema chegou ao cúmulo de faltar até banheiro na UFMS.

Os universitários dizem que passam um aperto, com a maior parte dos sanitários interditados desde o início das aulas deste ano.

A pior situação é no Centro de Ciências Humanas e Sociais. No bloco do curso de Letras, os banheiros masculinos e femininos estão fechados. No de Jornalismo, dos cinco construídos, dois não funcionam, inclusive o destinado aos cadeirantes.

A acadêmica Heloísa Garcia, de 20 anos, lembra que neste quesito a universidade nunca foi uma maravilha, mas garante que de uns tempos para cá o problema piorou. “Nunca estão todos funcionando normalmente. Aqui não temos banheiro para banho e os sanitários estão sempre sujos e nojentos”, disse.

Tem gente que ameniza a situação.“Não é tanto assim, tem banheiros que estão interditados, mas têm outros que dá para usar”, explica a acadêmica de Jornalismo, Priscila de Oliveira Ribeiro, 20 anos.

Mas Heloísa, que passa boa parte do dia na instituição, lembra que quando o sanitário está disponível é a descarga falha no hora “H”, porque volta e meia falta água na universidade. “Eu trabalho de manhã e venho direto para a faculdade”, lamenta sobre o problema recorrente.

Cansada de mandar e-mail à ouvidoria da UFMS, a acadêmica de Letras Carla Cristina Zurutuza, de 30 anos, resolveu protestar no Lado B.

“Eu estudo de manhã e depois da aula vou direto para o estágio, às vezes tenho que ir a outro bloco para ocupar o banheiro”, reclama.

Mas até quando chega no bloco ao lado a surpresa é ruim. “Um dos banheiros está sem a porta.“

Aviso em um dos banheiros. (Foto: Marcos Ermínio)
Aviso em um dos banheiros. (Foto: Marcos Ermínio)
Nos siga no Google Notícias