ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  22    CAMPO GRANDE 14º

Comportamento

Valentina sofreu como nunca ao perder Pimpolho, o maior confidente

A história mostra que brinquedo de criança é assunto sério; se achar algum, tente até encontrar o dono

Por Ângela Kempfer | 08/12/2021 10:17
Pimpolho voltou para casa e agora, só ganha abraços de Valentina. (Foto: Arquivo Pessoal)
Pimpolho voltou para casa e agora, só ganha abraços de Valentina. (Foto: Arquivo Pessoal)

Com um mês de vida, Valentina e Pimpolho já eram inseparáveis. Ninguém lembra como o ursinho de pelúcia apareceu na vida da menina, mas foi amor instantâneo. Nos últimos 6 anos, para onde a garota anda, lá vai o Pimpolho nos braços. Só na hora de ir para a escola que a coisa muda. Ele segue no banco de trás, deixa Valentina na aula e volta para casa.

Mas na segunda-feira passada, ele sumiu. E apesar de muita gente não dar importância, a história de relação dos dois mostra o quanto alguns brinquedos são importantes na vida de uma criança.

Valentina brincava com o primo na praça do Bairro União e ficou tão animada com a visita, que acabou deixando Pimpolho no banco, ao lado da pista de caminhada. "Ele tem o narizinho vermelho, as patinhas bem branquinhas e ele é caramelo", descrevia Valentina, desesperada em busca do amigo.

Pimpolho no aniversário de 6 anos de Valentina. (Foto: Arquivo Pessoal)
Pimpolho no aniversário de 6 anos de Valentina. (Foto: Arquivo Pessoal)

Com choro de cortar o coração, ela tenta explicar o que aconteceu: "Eu tava muita animada na praça, porque meu primo tava aqui e também fiquei apertada para ir ao banheiro. Não vi que ele tinha ficado sozinho", conta aos prantos.

A mãe, Darlene, completa dizendo que levou Valentina e o primo até a sorveteira ali perto "e só quando nós voltamos para o carro, vi que o urso não estava mais lá. Corri até a praça, mas ele tinha sumido".

Valentina diz que até no aniversário de Pimpolho tem festa. "Ele é o meu melhor amigo (chora), conto todos os meus segredos pra ele. Dou banho, cuido. Tenho muita saudade". No mesmo dia, a menina até perdeu outro brinquedo no mesmo banco, mas fala que "esse dá para comprar outro. Mas o Pimpolho não".

Quando era menor, a menina já levou Pimpolho até para conhecer Papai Noel. (Foto: Arquivo Pessoal)
Quando era menor, a menina já levou Pimpolho até para conhecer Papai Noel. (Foto: Arquivo Pessoal)

Logo a família e os amigos começaram a divulgar nas redes sociais o pedido da menina pelo ursinho perdido. Valentina mal dormia ou comia. Chorava só de ouvir o nome. "Meu coração tá quebrado", resumiu.

Reencontro - Mas após 24 horas de sofrimento, ela abraçou Pimpolho de novo. Um vizinho viu o post nas redes sociais, avisou uma amiga dos pais da menina, que na hora foram até as pessoas que encontraram o urso.

"Eu não poderia deixar minha filha ficar mais uma noite sem dormir. Ai fui lá à noite mesmo. Foi uma felicidade. Estava com um menininho de 2 anos. Agora, para retribuir, vamos comprar outro ursinho e dar de presente para ele", conta a mãe.

Com um jeito muito fofo de falar, a menina lembra como foi o reencontro. "Eu fiquei feliz demais! Agora, a gente vai colocar uma coleira nele com nosso nome e telefone", diz, terminando com um "muito obrigada para quem ajudou a achar".


Nos siga no Google Notícias