ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  21    CAMPO GRANDE 17º

Comportamento

Vetereno da 2ª Guerra que viveu em MS entra para lista de personalidades negras

Antônio Fermiano entra na galeria de Personalidades Notáveis Negras da Fundação Cultural Palmares

Por Thailla Torres | 28/01/2022 08:46
Antonio durante entrevista ao Lado B em 2020. (Foto: Arquivo/Silas Lima)
Antonio durante entrevista ao Lado B em 2020. (Foto: Arquivo/Silas Lima)

Depois do Lado B conhecer a história de Antonio Fermiano, veterano da Segunda Guerra Mundial na Itália, e dar voz às suas memórias enquanto ele falava calmamente durante entrevista Bairro Residencial Sírio Libanês, região norte de Campo Grande, em 2020. Ele teve a honra de receber homenagem ainda em vida. Ano passado ele faleceu e agora entrou para a galeria de Personalidades Notáveis Negras da Fundação Cultural Palmares.

Segundo a Fundação, o nome de Antônio Fermiano, ex-combatente da Segunda Guerra Mundial na Itália passou a integrar "orgulhosamente a galeria de Personalidades Notáveis Negras da Fundação Cultural Palmares nesta quinta-feira, 27 de janeiro de 2022".

O último veterano descoberto em MS  recebeu antes da sua morte uma Medalha de Campanha que ele perdeu ao longo do tempo e sonhava tê-la de volta.

A homenagem foi um presente emocionante para o veterano que conseguiu receber uma homenagem digna ainda vida, ao lado de colegas integrantes do Exército. Em reportagem, Antonio havia mostrado o Diploma da Medalha de Campanha por ter ido à guerra pela FEB (Força Expedicionária Brasileira) que ele guardava dentro de casa com todo carinho. Mas lamentou ter perdido a medalha ao longo do tempo.

Antonio integrou a FEB (Força Expedicionária Brasileira), uma força militar aeroterrestre constituída por mais de 25 mil homens, que durante a guerra foi responsável pela participação do Brasil ao lado dos Aliados na Campanha da Itália, em suas últimas fases.

Natural de Botucatu, interior de São Paulo, veio obrigatoriamente para Campo Grande servir no começo de 1944, já com o governo brasileiro vislumbrando o envio de tropas à Europa. Depois de breve treinamento, pegou o trem até o Rio de Janeiro, onde embarcou em navio norte-americano rumo à Itália, em setembro de 1945.

Veja a reportagem completa sobre sua história aqui.

Curta o Lado B no Facebook e Twitter Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias