ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 22º

Consumo

Aplicativo que funciona como “Instagram da moda" vira nova febre

Por Ângela Kempfer | 05/02/2013 10:49
Aplicativo foi criado para compartilhar apenas fotos de moda. (Foto: app Pose)
Aplicativo foi criado para compartilhar apenas fotos de moda. (Foto: app Pose)


Com tanta blogueira por aí, é claro que um aplicativo de moda específico viraria sucesso entre quem vive tirando fotos de looks por aí. O Pose é o novo “Instagram da moda”, funciona como uma revista no celular, basicamente “só com figurinhas”. Já existe há 2 anos e reúne fotos, vídeos e tutoriais de moda.

O acesso é como em redes sociais, a diferença está nos seguidores. Ninguém posta nada que não seja “pose” com visual do dia ou dica de compra. Para entrar na lista, basta criar uma conta, que pode estar linkada ao Facebook. Depois é só clicar e postar imagens de poses com roupas, acessórios, maquiagem...tudo o que interessa ao mundo fashion.

Há magrelas, gordinhas, negras, ruivas, homens, gays, garotas, senhoras...Perfis bem diferentes, com a vontade de aparecer em comum.

Na página inicial há acesso à câmera. Depois de tirada a foto, é possível clicar nas roupas e acessórios para colocar uma tag – quase do mesmo jeito que faz no Facebook.

Depois, dá para escrever uma legenda e até adicionar uma segunda foto. O app te dá a opção de, além de postar na base de dados do Pose (onde as pessoas que te seguem podem comentar e curtir seu look), compartilhar com Twitter, Facebook e Tumblr. Assim que postada a foto, é possível enviá-la por email, também.

O aplicativo está disponível para iPhone e Android. Também há peças de roupa postadas com a marca e o preço que, desde setembro passado, está linkado com o e-commerce da grife em questão, uma forma nova de capitalizar o aplicativo, sem o uso tradicional de banners publicitários. O app oferece diversas categorias: bolsa, camiseta, maquiagem, unhas...e reconhece quase todas as marcas mais conhecidas no mercado. (Informações FFW)

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário