A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Fevereiro de 2019

08/02/2019 08:34

Artesã faz ecosacolas e até tampas de tecido para substituir plástico-filme

Reduzir o uso de sacolas plásticas pode ajudar o meio ambiente

Wendy Tonhati
Sacos podem ser utilizados para levar alimentos e personalizados com pinturas (Foto: Henrique Kawaminami)Sacos podem ser utilizados para levar alimentos e personalizados com pinturas (Foto: Henrique Kawaminami)

Com pegada ecológica, uma artesã de Campo Grande decidiu investir na fabricação de sacolas retornáveis para substituir as embalagens de plástico. Além das ecobags, que já são vistas nas ruas, ela também produz ecosacos e tampas de tecido para proteger alimentos.

A artesã Keila Pereira da Silva, 37 anos, diz que a utilização de sacos de panos sempre foi comum na família dela, desde a época da avó. “Como há esse movimento de usar [sacola] tecido para evitar usar saco plástico, é ideal, porque lava usa de novo e não acaba rápido”, explica.

Um dos produtos que chamam a atenção são as ecotampas. Em formato circular e com elástico, servem para evitar a utilização de plástico-filme para cobrir os alimentos. Com isso evita-se utilizar o plástico que é descartável – usou uma vez e joga fora. As ecotampas têm valores de R$ 8 a 15. Já os saquinhos e ecobags dependem do tamanho. O mais baratinhos R$ 5,50 e R$ 8.

Ecotampas podem ser utilizadas para substituir o plástico-filme (Foto: Henrique Kawaminami)Ecotampas podem ser utilizadas para substituir o plástico-filme (Foto: Henrique Kawaminami)
Atitude evita a utilização de plástico descartável (Foto: Henrique Kawaminami)Atitude evita a utilização de plástico descartável (Foto: Henrique Kawaminami)

O plástico comum leva cerca de 100 anos para decomposição e em algumas cidades, como São Paulo, o comércio já não pode mais entregar as sacolinhas de plástico ao consumidor. Além das sacolas de mercado, que geralmente são reutilizadas para colocar o lixo, as embalagens de plástico também estão presentes nos sacos de arroz, macarrão e etc. Para a maioria das pessoas é praticamente impossível excluir o plástico das compras. Contudo, é possível reduzir a utilização em alguns momentos.

Para atender à essa demanda, além das ecobags, que cabem as compras de mercado, Keila produz ecosacos, que cabem legumes e servem para organizar a geladeira sem plástico ou colocar alimentos secos que serão transportados. “Pode usar na bolsa e evita o plástico e as outras embalagens descartáveis. Se pelo menos a pessoas levassem sua sacola, menos mal. Mas, pega uma nova vai e joga fora”, comenta Keila.

Artesanatos são pintados à mão (Foto: Henrique Kawaminami)Artesanatos são pintados à mão (Foto: Henrique Kawaminami)

Os saquinhos e bolsas são produzidos em algodão cru e o material é resistente, garantido alguns anos de utilização, bastando lavar. Os saquinhos também podem ser utilizados como lembrancinhas em aniversários.

Os produtos além de serem sustentáveis, também são pintados à mão por Keila. Formada em Marketing, ela vivem em meio às tintas, pinceis e costuras desde adolescente.

“Pinto desde muito nova, mas sou formada em marketing nunca fez pintura nem costura. Sempre pintei em casa e há um tempo comecei a produzir jogos americanos, toalhas e tecidos com pintura. Já as ecobags começaram a ser produzidas no ano passado”, conta a artesã. Ela também dá cursos para crianças de pintura em tecido.

Encomendas podem ser feitas pelo Instagram  ou pelo WhatsApp: 67 99274-6691. Mais informações no site

Curta o Lado B no Facebook  e Instagram

Saquinhos e ecobags são de diferentes formatos (Foto: Henrique Kaeaminami)Saquinhos e ecobags são de diferentes formatos (Foto: Henrique Kaeaminami)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.