ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, TERÇA  13    CAMPO GRANDE 25º

Consumo

Engenheiros criam quitanda que também abre como barzinho à noite

Hortifruti orgânico, café orgânico, bolo artesanal e embalagens recicladas são alguns dos itens da casa

Por Lucas Mamédio | 06/04/2021 06:30
Jennifer e Vitor ao lado de produtos orgânicos na quintanda recém aberta. (Foto: Marcos Maluf)
Jennifer e Vitor ao lado de produtos orgânicos na quintanda recém aberta. (Foto: Marcos Maluf)

Um lugar onde se pode comprar frutas orgânicas de pequenos produtores, tomar um cafezinho moído na hora, comer um bolo artesanal e até tomar uma cervejinha é o conceito da Seriema Quitanda Sustentável, um pequeno oásis no bairro Monte Castelo, em Campo Grande.

Os proprietários, Vitor Brito e Jennifer Narcisa, dois engenheiros agrônomos, contam que a ideia nasceu da frustração que os dois tiveram com a impossibilidade de montar o próprio escritório em decorrência dos reflexos da pandemia.

Ambiente é todo preenchido por frutas e verduras fresquinhas à venda. (Foto: Marcos Maluf)
Ambiente é todo preenchido por frutas e verduras fresquinhas à venda. (Foto: Marcos Maluf)
Todos os produtos, segundo os proprietários, são orgânicos. (Foto: Marcos Maluf)
Todos os produtos, segundo os proprietários, são orgânicos. (Foto: Marcos Maluf)

“Estávamos com nosso escritório montado em 2020, mas aí veio a pandemia e pensamos: como captar clientes numa situação assim? Como viajar, receber gente?”, explica Jennifer.

Foi a partir daí que surgiu a ideia embrionária do que hoje é a quitanda. “Começamos primeiro como horticlub, com entregas de cestas aos sábados. Esta proposta foi inaugurada em junho de 2020, especialmente para escoar produtos da agricultura familiar, que estavam passando por dificuldades. Estes produtores atendiam programas governamentais”, diz Vitor

Com a evolução da demanda, viu-se a necessidade de criar um espaço físico, mas, dentro de uma nova proposta, com atendimento de café da manhã no bistrô, hortifrúti e um barzinho em potencial, para atendimento noturno.

Ovos caipiras, rapaduras e produtos em conserva caseiros também estão à venda. (Foto: Marcos Maluf)
Ovos caipiras, rapaduras e produtos em conserva caseiros também estão à venda. (Foto: Marcos Maluf)

“Nossa pegada é voltada para a sustentabilidade em seus três pilares base: o social, o econômico e o ambiental, atrelando assim a agricultura local e até mesmo de municípios vizinhos”.

As embalagens utilizadas são a base de amido de mandioca e milho, celulose de cana-de-açúcar, embalagens de papel e barbante. A ideia, segundo Vítor, é auxiliar as pessoas a passarem para o consumo mais consciente, minimizando impactos e especialmente que isso não impacta diretamente no bolso, sem aumento de custos.

Bolo caseiro feito na quitanda para acompanhar o cafezinho da tarde. (Foto: Marcos Maluf)
Bolo caseiro feito na quitanda para acompanhar o cafezinho da tarde. (Foto: Marcos Maluf)

“Ainda, toda a estrutura da quitanda foi feita manualmente por nós, empregando madeira de reflorestamento, assim como as toalhas de mesa, o tule do cobrimento do cesto de pães, entre outras coisas”.

Na quitanda também tem a opção de escolha de entregas (delivery), retirada na loja (drive) e a compra no próprio local (loja física).

A loja fica na Rua Doutor Dolor Ferreira de Andrade, 2376, Monte Castelo.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Fachada da quitanda Seriema no bairro Monte Castelo. (Foto: Marcos Maluf)
Fachada da quitanda Seriema no bairro Monte Castelo. (Foto: Marcos Maluf)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário