ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, SÁBADO  13    CAMPO GRANDE 30º

Consumo

Inspiradas em ipê-amarelo e arara, velas têm a essência do Pantanal

Empreendedora criou linha de velas inspiradas na fauna e flora da região pela qual é apaixonada

Por Jéssica Fernandes | 28/02/2024 07:40
Velas aromáticas da linha 'Made in Pantanal' são inspiradas na fauna e flora da região. (Foto: Arquivo pessoal)
Velas aromáticas da linha 'Made in Pantanal' são inspiradas na fauna e flora da região. (Foto: Arquivo pessoal)

As velas aromáticas feitas por Adriana Neves Costa, de 44 anos, carregam a essência do Pantanal sul-mato-grossense. Inspirados na flora e fauna da região, os produtos revelam a versatilidade, criatividade e paixão que a empreendedora tem pelo Estado que adotou.

Criadora da ‘Amada Luz Velas’, Adriana tem quase três anos de história com a marca de velas e pastilhas aromáticas. Nesse curto período de tempo muita coisa aconteceu e mudou na vida da mulher, que começou do zero no ramo e hoje tem o empreendimento reconhecido Brasil afora.

A riqueza do trabalho dela é resultado da admiração e carinho que sente pela beleza que só encontrou em Mato Grosso do Sul. Nascida no Rio Grande do Norte, ela cresceu em Mogi das Cruzes (SP) e há oito anos se mudou para Coxim, a 253 km da Capital.

De Coxim, Adriana criou velas que conquistaram outros estados. (Foto: Arquivo pessoal)
De Coxim, Adriana criou velas que conquistaram outros estados. (Foto: Arquivo pessoal)

Há 1 ano, Adriana desenvolveu uma linha especial de velas inspiradas nas araras, tucanos e tuiuiús. Além das aves, o ipê rosa e o ipê amarelo também tem seu lugar na coleção ‘Made In Pantanal’, assim como o Rio Taquari. Feitas em tamanhos pequenos e grandes, as velas se destacam não só pelos aromas, mas pelo designer rico em detalhes.

Adriana apostou no produto que não só tem um aroma gostoso, mas um visual diferente do convencional. Por isso, os itens ganham até função decorativa, já que a base da vela é incrustada por pedrinhas coloridas. A paleta de cores não é nada aleatória e segue o padrão de cores das aves e dos ipês.

A vela ‘tucano’ é decorada por pedrinhas brancas, vermelhas e pretas, a arara é composta por amarelo, preto, vermelho e dois tons de azul. Já o ipê amarelo é um mix de pedras brancas com diferentes padrões do tom amarelos, desde o mais claro ao escuro. A única base de vela que não é formada por pedrinhas é a ‘Taquari’, que é decorada por galhos que imitam os encontrados na beira do rio.

Vela 'ipê amarelo' é decorada com pedras coloridas na base. (Foto: Arquivo pessoal)
Vela 'ipê amarelo' é decorada com pedras coloridas na base. (Foto: Arquivo pessoal)

Os aromas da coleção são algo à parte e Adriana garante que o cheiro é surpreendente. Os aromas que integram a linha inspirada na fauna e flora do Pantanal são: Capim limão (Arara), figo exuberante (Tuiuiú), laranja com flores (Ipê amarelo), castanha caramelada (Ipê rosa), flor de pequi (Tucano), ameixa preta e lavanda (Taquari).

Sozinha, a empreendedora é responsável por cada etapa da produção e entrega das velas. O processo de confecção leva em média 20 dias e durante esse tempo, ela se divide entre a função de copeira no hospital da cidade, maternidade e empreendedora.

Início da trajetória - Quando veio para Coxim, Adriana começou a trabalhar na loja de importados de um parente e não demorou para que encontrasse um novo rumo profissional. “Conheci as orquídeas e me especializei nelas. Abri a floricultura ‘Aba Orquídeas’ e fiquei quatro anos com ela”, conta.

Linha de velas 'tucano' é produzida em diferentes tamanhos. (Foto: Arquivo pessoal)
Linha de velas 'tucano' é produzida em diferentes tamanhos. (Foto: Arquivo pessoal)

Em junho de 2021 após meses conturbados devido a pandemia e o luto pelo pai, Adriana fechou a floricultura. O período, segundo ela, foi marcado por dúvidas em relação ao próximo passo na carreira. “Comecei a procurar com o que trabalhar, tinha pensando em um monte de coisas e lembrei que em Mogi tinha uma loja específica de velas”, comenta.

Adriana adorava a loja e as velas diferentes que encontrava no lugar. O negócio no interior de São Paulo a fez criar vontade de produzir as próprias velas e foi aí que tudo começou. Em agosto de 2021, Adriana passou a assistir vídeos de produção artesanal e a falta de experiência fez com que investisse em materiais ruins.

“Comecei a procurar cursos na internet e na minha ignorância da época comecei a gastar muito com material. Comprei muita coisa desnecessária. Ainda bem que tinha pouco dinheiro, porque senão teria feito muita coisa errada”, ri.

Bombons de cheiro' fazem parte da produção da marca.(Foto: Arquivo pessoal)
Bombons de cheiro' fazem parte da produção da marca.(Foto: Arquivo pessoal)

A virada de chave ocorreu após procurar uma profissional no assunto de velas. A professora foi quem ajudou Adriana a começar a entender quais produtos eram corretos, quais materiais comprar e por aí vai. Com o apoio da mãe, ela conseguiu dinheiro o suficiente para começar e do jeito certo.

O clima quente de Mato Grosso do Sul foi um desafio à parte para ela. “Nosso estado é muito quente, então tive que aprender a fazer um blend especial”, explica. Durante a fase de testes, pesquisas e primeiras tentativas de venda, ela enfrentou o processo de divórcio.

“A família queria que eu voltasse para Mogi, mas eu não quis porque sou apaixonada por Coxim, tomei essa terra como minha. Vocês não sabem a sorte que tem por morarem aqui, é uma riqueza”, destaca.

Bombom de cheiro é inspirado no aroma da fruta melancia. (Foto: Arquivo pessoal)
Bombom de cheiro é inspirado no aroma da fruta melancia. (Foto: Arquivo pessoal)

Essa riqueza define a linha em homenagem ao Pantanal. Por gostar tanto do que vê só em Mato Grosso do Sul, ela expõe que recorreu até a inspiração divina para criar um produto que representasse bem o Estado.

“Busquei do senhor a inspiração, falei: ‘Me dá o talento, a ideia’. Fiz pelo menos 15 velas que deram errado, porque sou chata com testes e a parte burocrática, foram dias de testes. Graças a Deus saiu do jeito que quis porque as velas agradam visualmente e no aroma”, frisa.

Com criatividade de sobra, ela também produz os ‘bombons de cheiro’ que são pastilhas aromáticas que exalam diferentes fragrâncias. Uma das mais diferentes é a ‘pão doce’ que Adriana fez pensando no cheiro que esse prato tem ao sair quentinho do forno.

Velas da linha 'luz em concreto' é mais uma criada pela empreendedora. (Foto: Arquivo pessoal)
Velas da linha 'luz em concreto' é mais uma criada pela empreendedora. (Foto: Arquivo pessoal)

Após dificuldades e recomeços, a empreendedora não deixa de sentir gratidão ao ver as velas e os bombons aromáticos alcançarem pessoas fora de Coxim, da Capital e do Estado. Natal, Bahia, São Paulo são alguns dos lugares que Adriana conseguiu alcançar com o produto artesanal marcado pela criatividade.

Em referência a um versículo da Bíblia, Adriana sente que através do trabalho, dia a dia, conquista um pedaço da ‘terra prometida’. Quem quiser conhecer a produção dela, o perfil no Instagram é @amada.luzvelas

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias