ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  25    CAMPO GRANDE 33º

Consumo

Sem legging coladinha, Natália quer fama na moda fitness “evangélica”

Legging com saia embutida mais longa tem estilo “comportado” para evangélica não usar saia jeans na academia

Por Bárbara Cavalcanti | 29/07/2021 06:10
Moda fitness evangélica traz leggins com saia para continuar comportada até na academia.
Moda fitness evangélica traz leggins com saia para continuar comportada até na academia.

Mulheres evangélicas não dispensam roupas que não marcam o corpo e isso não é novidade. Muitas até driblam a legging colada na hora de malhar com a “tradicional” saia jeans por cima e um blusão. Mas exausta desse estilo nada confortável, uma empresária do Jardim Colibri, em Campo Grande, resolveu lucrar com a moda evangélica fitness.

A ideia é fazer com que a mulherada compre um estilo "comportado" para ir à academia, com roupa que não marque o corpo.

Há uma variedade em comprimentos das saias e das leggins.
Há uma variedade em comprimentos das saias e das leggins.

Nas lojas, as roupas trazem uma saia por cima da calça legging ou também a saia mais longa, que cobre toda calça debaixo feita no tecido típico de roupas para treino. E há de diferentes tamanhos, mais curtos e mais longos, porém, todos com a proteção de não marcar nenhuma parte demais.

Natália Lourenço, de 23 anos, foi quem investiu na linha de roupas, e diz que não tem clientes apenas da própria religião.  “As roupas são para mulheres que não gostam de marcar demais o corpo do jeito que a legging faz, que não querem deixar muito as partes em evidência. São vários modelos que ela pode, inclusive, usar no dia a dia. E não é só para evangélicas não, é para quem não gosta de usar roupas marcando demais, mesmo que não frequente a igreja”, comenta.

Há opções também apenas de saias longas.
Há opções também apenas de saias longas.

Natália explica como as evangélicas driblavam a legging colada na hora de malhar: com a “tradicional” saia jeans por cima e ainda um blusão. “Aquilo ficava horrível, mas era o que tinha para quem não queria marcar o corpo”, ri. “Agora, os modelos são muito mais modernos, confortáveis e muito bonitos”, reforça.

Natália comenta que a moda evangélica e comportada hoje em dia, não precisa mais ser a clássica saia jeans reta, que muitas das religiosas mais jovens nem gostam de usar, independente da ocasião.

“Eram aquelas roupas mais caretas, eu mesma tinha uma dificuldade muito grande em achar peças que não me envelheciam. E quando eu achava alguma coisa, era muito caro ou tinha que ser feito sob medida. Hoje, isso mudou bastante, a moda mais comportada tem uma variedade muito grande de roupas bonitas e com estilo”, detalha.

As peças podem ser mais longas também no cumprimento das leggins.
As peças podem ser mais longas também no cumprimento das leggins.

E também reforça que, mesmo com o rótulo “evangélico”, as roupas são uma opção para quem, em geral, prefere não mostrar o corpo, independente do motivo.

“Eu tenho muitas clientes que não vão à igreja. Tenho também alguns que preferem algo bem mais curtinho, que, inclusive, nem chega até o joelho, é só para proteger mesmo”, reforça.

A loja fica na Avenida Guaicurus, 4348 - Jardim Colibri 2.

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do Whatsapp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário