A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2018

07/12/2018 08:07

Com vinagre de tereré e doce de jaca, gastronomia e arte tomam praça até domingo

Evento com entrada gratuita tem shows, artesanatos e alimentos saudáveis produzidos pela agricultura familiar

Thailla Torres
Doce de laranja Kinkan a partir de R$ 5,00. Doce de laranja Kinkan a partir de R$ 5,00.

Música, artesanato, poesia e, principalmente, alimentos sem nenhum agrotóxico estão à venda no evento que começou ontem (6) e segue até domingo (9) com produtos regionais e saudáveis no Centro de Campo Grande.

A segunda Feira da Reforma Agrária, organizada pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra traz sabores diversos e com preços bem acessíveis à Praça Ary Coelho.

Além da venda de alimentos sem química, os participantes fazem debates, shows e lançamentos de livros com papel de divulgar a reforma agrária e garantir a reflexão sobre uma forma diferente da produção de alimentos.

Doces diversos feitos com frutas sem agrotóxico, garantem os trabalhadores. (Foto: Paulo Francis)Doces diversos feitos com frutas sem agrotóxico, garantem os trabalhadores. (Foto: Paulo Francis)

Do assentamento Itamarati, em Ponta Porã, Rosângela Carvalho de Assis, de 44 anos, levou sua variedade de doces e quitutes que há 15 anos produz. “A ideia é mostrar que a gente produz e pode garantir um alimento saudável. Na minha casa eu consigo colocar mais de sete alimentos diferentes à mesa, todos produzidos por mim”, afirma a produtora.

Há muitos doces disponíveis à venda. Tem doce de laranja Kinkan por R$ 5,00 e doce de jaca por R$ 10,00. Além de doces de banana, jabuticaba, figo, morango, pitanga, hibisco, manga e acerola.

Para quem gosta de bebidas saudáveis, a feira traz rótulos diferentes em kombucha, todos feitos aqui, garante o produtor Eliel Freitas, de 50 anos. “São bebidas que ajudam regular as funções do intestino e no funcionamento do metabolismo”, diz.

A bebida milenar a base de uma bactéria ganhou versões e sabores diferentes como gengibre e guavira que custam de R$ 10,00 a R$ 40,00. Tem também vinagre de tereré, jenipapo e hibisco para dar um novo sabor à salada, por exemplo.

Para receitas caseiras e com toque sul-mato-grossense no preparo, há sacos de farinha de bocaiúva e jatobá por R$ 8,00.

Vinagre de tereré e kombucha de jabuticaba são algumas da opções. Vinagre de tereré e kombucha de jabuticaba são algumas da opções.

Ainda na gastronomia, a praça de alimentação vai servir pratos bem regionais como o porco no tacho a R$ 15,00, acompanhado de mandioca, arroz e farofa de couve.

O carreteiro na chapa com creme de milho sai por R$ 10,00, além de pamonha por R$ 5,00.

Outras atrações – Nesta sexta-feira haverá o lançamento o livro “Lutas, Transas e Rabiscos” que reúne poesias de lutas e amores. Às 17h30 tem show da dupla Tostão e Guarani.

Neste sábado, às 9h, tem seminário com tema “As mulheres em cooperação e produção nas áreas de reforma agrária”. E outro seminário “Reforma da previdência e seus impactos”, será às 14h.

Às 13h sobe ao palco o grupo quebradeira, às 17h Katú e às 19h Lucas e Luan.

No domingo o evento encerra com Letranossa às 10h e Teatro Imaginário Maracangalha às 10h.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.