A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2018

11/02/2018 07:05

Das redes sociais para as ruas, plaquinhas viram fantasia, sem política

Quem saiu para acompanhar os blocos da rua na Esplanada Ferroviária, investiu nas plaquinhas que são febre nas redes sociais

Thailla Torres
Ligia, Joyce e Jessica, investiram no que elas acreditam ser a fantasia deste ano.Ligia, Joyce e Jessica, investiram no que elas acreditam ser a fantasia deste ano.

Só deu recadinhos nesta sexta e sábado de Carnaval. Quem saiu para acompanhar os blocos da rua em Campo Grande, o Tropicanapa e o Cordão Valu, na Esplanada Ferroviária, investiu nas plaquinhas, famosas nas redes sociais, como fantasia para a folia de 2018. Sem muito trabalho, com papel e cordinha os foliões sairam às ruas com frases penduradas no pescoço.

De cantada à tiração de sarro, as amigas Ligia Valencio, de 23 anos, Joyce Kelly de Oliveira, 25 e Jessica Vilhava, de 24, investiram no que elas acreditam ser a fantasia deste ano. "Todo mundo está usando. Vimos nas redes sociais e achamos mais prático de fazer", diz Ligia.

Juliane pedindo lanche.Juliane pedindo lanche.

As três usavam plaquinhas que brincam com a trama La Casa de Papel, que se tornou um fenômeno entre os apaixonados por série. "Lá Casa de Papel de Trouxa" foi o recado das três amigas. "Quem nunca, né?", questiona. "Todo mundo já foi trouxa um dia, até no Carnaval, porque a gente sempre encontra aquela pessoa que não queria encontrar ou que você gosta", acrescenta Ligia.

Antenada no Twitter, Juliane Oliveira, de 17 anos, decidiu pular Carnaval com “me paga um lanche” pela avenida. Nas primeiras horas de festa ela não conseguiu conquistar um folião disposto a pagar, mas fez uma promessa. “Se eu ganhar mais de um lanche, vou distribuir”.

Pedro Henrique resolveu fazer mamografia no meio do Carnaval, claro, somente se alguma menina autorizasse o toque nos seios. "É só uma brincadeira. Minha mãe que me ajudou a fazer. O exame é gratuito", conta.

E para os ciumentos de plantão, o casal Fernanda Pefeito, de 19 anos e Leonardo Roberto, de 16, foram curtir a folia dando recado a quem vai em busca de paquera. "Cuidado namorado bravo!" e "Cuidado namorada muito brava!" foram as plaquinhas. "Sim eu sou a mais brava, então eu já coloquei essa placa pra todo mundo respeitar. Não viemos para o Carnaval solteiros", afirma Fernanda.  

Pedro fez exame de mamas. Pedro fez exame de mamas.
Casal manda recadoCasal manda recado
Amigos fazem autopropaganda. Amigos fazem autopropaganda.

E a política parece ter ficado de longe do Carnaval. Em ano de eleição, a expectativa era que políticos e ate escândalos dessem as caras em forma de fantasia, ou pelo menos, nas plaquinhas. Mas dessa vez não encontramos alguém com o tema.

Além das frases, muita gente usou a criatividade para colorir os blocos. No Cordão Valu, o desenho que fez a cabeça do povo esteve presente em fantasias. Os amigos Murilo Arantes, Sayuri Godoy, Alexandre Albernaz e Priscila Suzuki, foram de "Meninas Super Poderosas". "Tem um episódio que os vilões se transformavam nas meninas. Como a gente também adora o desenho, resolvemos fazer". Ano passado a mesma turma fez sucesso ao chegar na folia de "Grávida de Taubaté" e neste ano todo mundo pediu para tirar foto as meninas do Carnaval.

Segundo Lucas Schneider, de 19 anos, ninguém bate uma fantasia audaciosa. Ele foi de sadomasoquista para apimentar o Carnaval. “Vim arrasando, menina. Uma coisa bem selvagem”, brinca.

Lucas de sadomasoquista.Lucas de sadomasoquista.
Ruan de Super Poc.Ruan de Super Poc.
Família sweet.Família sweet.
Jesus abençoando o rolê.Jesus abençoando o rolê.

O amigo Ruan Miranda, de 23 anos, brilhava nas ruas como “Super Poc”, uma referência aos gays que não têm medo demonstrar a felicidade, diz ele. “Super Poc é a gay super empoderada. Enquanto alguns preferem se esconder no armário, a poc esbanja alegria”, diz. Natural da Bahia e morador de Goiânia, ele deixou tudo só para curtir o Carnaval em Campo Grande. “Uns amigos me falaram do cordão e eu vim aproveitar”.

E quem tem mais criatividade, resolveu fantasiar toda a família. A professora Milena Garcia adoçou o desfile com o bloco “sweet”, colorido e cheio de doces. “A gente queria trazer algo fofo e ao mesmo tempo divertido. Por isso escolhemos os doces. Tudo bem que o nosso cupcake não deu muito certo, ficou parecendo um cocô, mas está valendo”, brinca.

E além da alegria, o desfile do Cordão Valu foi abençoado por Jesus, representado pelo publicitário Juba Tomassini de barba e cabelos compridos. “Sou o Jesus que veio para abençoar o rolê”, afirma.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

Meninas Super Poderosas foram o destaque da folia. Meninas Super Poderosas foram o destaque da folia.


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.