ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUINTA  17    CAMPO GRANDE 16º

Diversão

Escola que homenageou Corumbá é campeã do grupo de acesso no RJ

Por Elverson Cardozo | 22/02/2012 20:13
Agremiação brilhou na passarela do samba no último sábado. (Foto: Ary Delgado/Jornal SRDZ-Carnaval)
Agremiação brilhou na passarela do samba no último sábado. (Foto: Ary Delgado/Jornal SRDZ-Carnaval)

A escola de samba Inocentes de Belford Roxo, que homenageou Corumbá este ano, é a campeã do grupo de acesso do carnaval do Rio de Janeiro, depois de uma apuração confusa na noite desta quarta-feira (22).

Dois jurados esqueceram de dar notas a algumas escolas. Quando isso acontece, a maior nota que a agremiação recebeu durante apuração dos votos é mantida. A agremiação foi a única escola a subir para o grupo de acesso.

Unidos do Porto de Pedra e Renascer de Jacarepaguá foram rebaixadas.

Desfile – A agremiação brilhou durante o desfile e foi bem avaliada pelos comentarias do SBT, que realizaram a cobertura. Na comissão de frente, “Tatu Canastra – A busca pelo progresso”. Uma alusão à busca pelas sandálias de Frei Mariano, uma das lendas corumbaense.

Desfile da escola na Marquês de Sapucaí. (Foto: Roberto Filho/AgNews)
Desfile da escola na Marquês de Sapucaí. (Foto: Roberto Filho/AgNews)

Na composição do abre-alas, a “sinfonia da natureza”, que contou a relação do homem com a riqueza pantaneira. Com o tema “transformação e ecletismo”, o segundo carro destacou o conjunto arquitetônico e falou sobre a população estrangeira na cidade. Inspirado no filme “Piratas do Caribe”.

O terceiro carro, "Nas cinzas da Ambição", trouxe a batalha entre o Brasil e as tropas de Solano López, na sangrenta guerra do Paraguai. Caveiras e canhões eram parte da fantasia.

A lenda do minhocão veio com força no quarto carro que teve como tema “Os Brasis do Brasil – A diversidade Cultural”. Já a última alegoria, “Vale a pena preservar” fez um apelo à preservação ambiental.

O “Mar de Xaráes”, outra lenda da cidade branca, foi representado pela ala das baianas. Artesanato local, atividade pesqueira e econômica, os cururueiros e até o banho de São João também foram relembrados.

“Gaviões Caramujeiro” foi o tema da fantasia da bateria, que entrou na avenida com o uniforme oficial de Forte Coimbra e adereços da ave pantaneira.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário