A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

23/02/2018 07:54

Lorenzo tem só 1 ano de vida, mas já é parceiro dos pais em viagens pelo mundo

As férias desses três são o exemplo de que filho não é limite para nada

Thailla Torres
Lorenzo no Dumbo Park, Nova York. (Foto: Arquivo Pessoal)Lorenzo no Dumbo Park, Nova York. (Foto: Arquivo Pessoal)

Larissa e Leonardo formam um casal acostumado a colocar a mochila nas costas e percorrer destinos pelo mundo. Mas há 1 ano e seis meses, a chegada do primeiro filho parecia ter mudado tudo. Mas ao contrário do que muita gente imagina, o casal não abriu mão das viagens, só resolveu repensar os destinos e adaptar o passeio para que o bebê também fosse companheiro nas aventuras.

Juntos, o trio de aventureiros - formados pela mãe jornalista Larissa Almeida Cremer, de 31 anos, o pai e publicitário Leonardo Cremer, de 39,  e o filho Lorenzo Cremer de 1 ano -, agora está fazendo um tour pelos Estados Unidos.

Mais do que um passeio, as fotos comprovam a sintonia da família, que não importa onde, escolheu ficar unida. "Somos pais diferentes, a gente não consegue ficar longe do Lorenzo, desde que nasceu", conta Larissa. "Não o deixamos com babá e nem com a família. Quando pensamos em viajar, a primeira coisa foi incluir nosso bebê na jornada".

Família curtiu a neve à vontade. (Foto: Arquivo Pessoal)Família curtiu a neve à vontade. (Foto: Arquivo Pessoal)

Lorenzo já conheceu mais destinos que muito adulto. Percorreu cidades pelo Nordeste, Sul e Sudeste do Brasil e agora encara 15 dias por Nova Iorque, Miami e Orlando. "É assim desde a primeira semana de vida. Lorenzo sempre foi ao cinema com a gente, conheceu a praia com 3 meses e quando pensamos nos Estados Unidos, sabíamos que ia dar certo".

Mas para que tudo saísse como esperado, Larissa programou o roteiro nos mínimos detalhes. Escolheu lugares e destinos apropriados para levar o filho. "Pensamos em locais que aceitassem o Lorenzo, por isso visitamos lugares em que não há multidão".

Quando chegou a Nova Iorque, a família se hospedou em um hotel e comprou um carrinho para passear com Lorenzo. Para economizar, os pais optaram pelo metrô ao invés do táxi. "Não é uma viagem barata, mas passei um mês programando o roteiro, comprando ingressos antecipados e fazendo reservas. Com organização a gente economiza mais do que imagina", ensina.

Para que a viagem tivesse um gostinho a mais de aventura, o casal resolveu passear pelas cidades de carro. Por isso, os dois alugaram um veículo, que custa uma média de US$ 100 por dia. Assim, conseguiram viajaram 2 mil km de Nova Iorque a Miami. "A passagem de avião é mais em conta, mas nada supera as paisagens e aquela sensação de colocar o pé na estrada", diz a mãe.

Segundo Leonardo, a segurança também é outro fator que contribuiu para a escolha. "Aqui as estradas são mais seguras, bem mais que no Brasil. Por isso, não vimos problemas em colocar Lorenzo no carro e curtir a estrada com ele. Na verdade ele adora, enquanto não está dormindo, está brincando com a Larissa".

Parceria até nas caretinhas do filho. (Foto: Arquivo Pessoal)Parceria até nas caretinhas do filho. (Foto: Arquivo Pessoal)

A família também dá algumas dicas. Roteiros turísticos muito famosos, não são indicados. A decepção foi com a Estátua da Liberdade, uma visitação demorada que trouxe cansaço ao filho. "Passeio com muita gente é complicado. Na estátua, por exemplo, ficamos três horas na fila para chegar até lá. Foi cansativo e estressante. Pontos como esse não recomendo", diz a mãe.

Às vezes, também vale a pena abrir mão de um desejo. "Meu sonho era ir no Teatro da Broadway, mas não é permitido crianças menores de 6 anos, então deixamos para uma próxima".

Mas nada apagou o brilho do passeio. O trio se divertiu em parques gratuitos, museus que em sua maioria têm valores de ingressos sugeridos, mas o visitante contribui com o valor que puder, além de restaurantes, dos simples aos mais famosos. "Uma preocupação importante é com a alimentação para quem viaja com criança. Não dá para um bebê comer em qualquer lugar que adulto comeria, então a gente pesquisou lugares em que também há uma alimentação saudável e apropriada para ele".

A família agora está em Miami e a viagem termina em Orlando. Com diversão garantida ao lado do filho, o sentimento que fica para os pais é de realização. "Um monte de gente questiona como temos coragem de levá-lo tão pequenininho a uma viagem como essa. Mas pra gente é natural e maravilhoso, ninguém fica com coração apertado por conta distância e ver que ele fica feliz, com  olhar curioso, é lindo. Isso é ter uma família completa".

Para Leonardo, é também nadar contra a corrente de quem acha que só longe do filho é possível se divertir. "Os paradigmas precisam ser quebrados. Ter filho é saber que toda sua rotina vai ser ao lado dele".

Lorenzo e o pai Leonardo. Lorenzo e o pai Leonardo.
Vendo a paisagem em Rosevelt.Vendo a paisagem em Rosevelt.


Essa família é muito linda!
 
Jane Candida Almeida em 23/02/2018 18:19:35
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.