A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Fevereiro de 2020

28/01/2020 08:23

Da cozinha de casa, mais que bater couve, Eloá achou jeito de ganhar o Brasil

Socióloga por formação, a empresária se tornou chef vegana e hoje envia sua produção de sucos para todo o Brasil

Danielle Valentim
Eloá no litoral vendendo os sucos detox, receita criada e feita por ela. (Foto: Arquivo Pessoal)Eloá no litoral vendendo os sucos detox, receita criada e feita por ela. (Foto: Arquivo Pessoal)

Da modinha dos sucos detox à fonte de renda com produção 100% natural, zero açúcar e sem “letrinhas pequenas” no rótulo. Foi na cozinha de casa, há cinco anos, que Eloá Christine de Oliveira Deserto enxergou uma forma de, finalmente, ajudar pessoas a ter um dia saudável. Muito mais que couve batida no limão, a inciativa da jovem, de apenas 21 anos, na época, se transformou em um programa de vida saudável que hoje é enviado para clientes no Brasil inteiro.

Formada em Ciências Sociais pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), a campo-grandense conta que sempre foi apaixonada por vendas, especificamente, pelo contato com as outras pessoas. A facilidade de negociação motivou o investimento em uma área pouco provável, em 2014, sucos detox. Apesar da pouca idade, o empenho da jovem fez o negócio decolar e passar rapidamente para uma loja. Hoje, a sede das fabricações continua em Campo Grande e Eloá mora em Curitiba (PR), onde atua como chef vegana e mantém um segundo ponto de distribuição dos sucos.

“Eu sempre fui muito comerciante, sempre gostei da área e de vender coisas. Sempre gostei do contato com as pessoas e de saber como poderia ajudá-las. A ideia dos sucos surgiu enquanto eu ainda vendia roupas. Uma ex-sogra falou que queria umas calças e eu comprei algumas peças para revender, mas ela não gostou. No mesmo período estava vendo a possibilidade de investimento em sucos detox, pois achava super difícil fazer em casa e me perguntava se as pessoas realmente tinham tempo de fazer. Cheguei a conversar com essa ex-sogra sobre a ideia, porque em São Paulo já tinha muitas pessoas investindo na área. Ela me apoiou e fez a primeira encomenda, já que nenhuma calça tinha servido”, conta Eloá.

A jovem que era casada se sentou com o, então, marido para planejarem a ideia. Eloá iniciou estudos e já buscou garrafinhas e curso de alimentação detox. A jovem conta que se baseou em empresas de São Paulo, que já estavam no ramo e, desde o início, quis fazer algo diferente, inclusive, sem o uso de água, mas de prensa fria, grãos e leite vegetal.

“A produção começou na minha casa em Campo Grande e as primeiras vendas aconteceram para colegas de trabalho do meu ex, que consumiam todos os dias. Minha família também começou a comprar e outras encomendas foram surgindo. A propaganda chegou a mulheres de classe média alta de Campo Grande, que amaram o produto, principalmente, pela variedade, pois naquela época o pessoal só fazia o suco verde e eu já oferecia, dentro de um programa, o de frutas vermelhas, de coco, de melancia. Logo no início, o medo foi uma barreira, já que nas primeiras produções, tudo era muito caseiro e sem a supervisão de uma nutricionista. No entanto, a notícia correu e profissionais foram surgindo para parcerias”, lembra Eloá.

Produção dos sucos apresenta variedade de sabores e nutrientes. (Foto: Arquivo Pessoal)Produção dos sucos apresenta variedade de sabores e nutrientes. (Foto: Arquivo Pessoal)

Logo nos primeiros meses, o sucesso foi tão grande que a jovem já vendia cerca de 40 sucos por dia e a produção exigiu um local maior e mais profissional. “Como eu criei esse programa líquido, as pessoas foram gostando e indicando. Eu tive a alegria de ver as pessoas fazendo a dieta e já obtendo resultado. Outra parte boa é que sempre recebi à vista, no débito. As pessoas não deixavam para pagar depois, elas também acreditaram no meu produto. Via pessoas limpando o organismo com os sucos, antes de iniciar uma dieta e isso me alegrava muito, porque eu estudei muito sobre a prensa fria, alimentos crus e os pontos positivos de uma dieta vegetariana. Era muito importante para mim também introduzir uns dias de limpeza a uma população que consome muita carne vermelha, que é o caso dos sul-mato-grossenses”, conta.

Vegetariana desde os 12 anos, o envolvimento com o mundo saudável, a fez rapidamente se especializar na área vegana. O vegetarianismo aconteceu por incentivo da mãe, que sempre mostrou o lado positivo da dieta vegetal para o corpo e para o bem-estar dos animais. Após documentários, Eloá também viu o quão diferente era o que estava por trás do lindo produto que chegava à mesa e decidiu com o passar dos anos que não deixaria apenas de consumir carne, mas todos os produtos de origem animal.

"Decidi que não consumiria mais nada de origem animal e meus estudos aumentaram. Comecei a participar de muitos grupos de causas animais e descobri inúmeras receitas. Até que meu ex-marido recebeu uma proposta de ir para Brasília e eu fiquei por causa da loja. Mas algo martelava na minha cabeça de que eu precisava me especializar mais e, além dos sucos, oferecer uma mudança na alimentação das pessoas. Foi quando num dia de feijoada vegana que estava acontecendo na minha loja em Campo Grande, vi o anúncio de um curso de chef vegano em Curitiba e que só aconteceria em Curitiba, então decidi fazer. Como a produção estava seguindo o fluxo e também eram congelados, ficou decidido que eu voltaria todo mês a Campo Grande, durante a realização do curso”, conta.

Na produção de receitas veganas. Na produção de receitas veganas.
Eloá atua como chef vegana em Curitiba. Eloá atua como chef vegana em Curitiba.

As idas e voltas entre Campo Grande e Curitiba se mantêm até hoje, já que a sede da fabricação continua aqui.

Antes de ir para a cidade paranaense, Eloá já fazia entrega em muitos municípios de Mato Grosso do Sul. As clientes informavam a van que passaria por Campo Grande e no destino final elas pagavam o frete. A primeira vez que enviou para São Paulo, por exemplo, Eloá optou pelo Aeroporto de Campo Grande. As encomendas foram se multiplicando e as mais distantes alcançaram a cidade de Porto Velho, em Rondônia, e em Barão de Cocais, no interior de Minas Gerais, ambas levaram três dias até serem entregues. 

Eloá realmente acreditou que daria certo e deu. Atualmente, ela continua com o programa de limpeza no organismo, com seis sucos: o verde, o zero pneu, pele bonita, coração feliz, melânimo e boa vista. Todos produzidos com grãos, legumes, frutas, chás e leites vegetais. Todas as receitas são pensadas para potencializar os alimentos, garante a chef vegana.

“O mundo em si acredita muito mais em remédios do que no poder da alimentação. Se eu pegasse uma garrafinha do meu produto e desidratasse para transformar em cápsula poderia vender muito mais caro, mas a intenção não é essa. Algumas pessoas se autossabotam, param no meio do caminho, mas sempre tentam de novo. O nosso maior órgão, o intestino, tem cerca de 7 metros e muitas coisas ficam paradas lá por anos. Dependendo da alimentação nosso organismo não absorve mais e deixamos de produzir bactérias boas. Então, a alimentação detox vai potencializar as bactérias boas, para destruir as ruins e limpar nosso organismo. Sem contar na redução da água retida no rosto, na limpeza do paladar e consequentemente, no trabalho do corpo, tanto em massa como em perda de peso", explica.

SPA dentro de casa – Um dos planos de Eloá para 2020, além de manter o foco da limpeza do organismo, é fazer com que as pessoas consigam ter um SPA em casa. Com métodos de alimentação, meditação e até banho de rosas que serão divulgados no Instagram e por E-books, ela quer que todas as pessoas tenham um momento para si mesmas.

“Minha experiência como loja de dieta e de trabalho com o público foi a melhor possível. Aprendi que tem de ter paciência para ter resultado. Aprendi que é preciso estudar cada alimento e saber se ele realmente é bom para você e até em que horário é melhor consumi-lo. Aprendi sobre o poder de transformação dos alimentos, por exemplo, em ver o grão de aveia virar um creme de leite, um palmito virar recheio de lasanha, abobrinha ou cenoura virarem macarrão ao molho pesto. Minha intenção não é fazer detox em um dia, mas que as pessoas tirem realmente um dia para elas. Quero pegar na mão, mesmo, para que todos atinjam um objetivo tratando o corpo sem medicamentos”, garante.

“Meu sonho sempre foi a ajudar as pessoas a melhorarem a alimentação e olharem para o seu corpo com amor. O Vida Detox Sucos, possui uma filosofia que vai muito além do emagrecimento. Meu objetivo principal é ajudar as pessoas a se conectarem com o bem mais sagrado que possuem: O corpo! E por isso o foco dos meus produtos é proporcionar uma desintoxicação, uma limpeza de dentro para fora, para o corpo voltar a ter equilíbrio e trabalhar melhor como um todo”, finaliza.

Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563 (chame agora mesmo).

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

Um dos planos de Eloá para 2020, além de manter o foco da limpeza do organismo, é fazer com que as pessoas consigam ter um SPA em casa.Um dos planos de Eloá para 2020, além de manter o foco da limpeza do organismo, é fazer com que as pessoas consigam ter um SPA em casa.
Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2020 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.