A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019

22/09/2018 09:04

Lorelai chegou aos 15 anos fazendo Ozonioterapia, ginástica e sem comer ração

Kimberly Teodoro
O vestido com detalhes bordados a mão foi feito pela avó de Lorelai especialmente para a festa de debutante (Foto: Arquivo Pessoal)O vestido com detalhes bordados a mão foi feito pela avó de Lorelai especialmente para a festa de debutante (Foto: Arquivo Pessoal)

Comemorando em grande estilo com festa de debutante e tudo, a poodle Lorelai completa 15 anos com saúde de ferro e disposição de filhotinho. O segredo, segundo a mamãe, a advogada Adriana de Barros Sicta é a dieta balanceada com alimentos orgânicos, as aulas de ginástica com direita a pilates e esteira, acupuntura e ozonoterapia. 

Fitness, a rotina de Lorelai também incluí ginástica uma vez por semana com caminhada na esteira para fortalecer o coração, manter o peso e exercícios de fisioterapia em aparelhos especiais para os bichinhos, assista o vídeo no fim da matéria para ver como é. Ela já fez até acupuntura, que não está mais na agenda desde que as sessões de ozonoterapia começaram.

Estranhou o nome? Ozonoterapia é um tratamento da medicina alternativa feito com a aplicação de gás Ozônio para oxigenar as células do corpo. Adriana explica que com a idade, Lorelai teve alguns problemas na coluna e sentia dores para a andar, ela começou a fazer as sessões de ozonoterapia por sugestão do veterinário e hoje parece até "outro cachorro" com disposição renovada.

Os cuidados não param por aí, há mais ou menos 12 anos depois de uma intoxicação causada pelos sachês de ração, Lorelai passou a se recusar a comer qualquer tipo de comida industrializada, desde então a alimentação dela é caseira e balanceada. Adriana faz questão de escolher tudo orgânico e cozinhar a papinha com frequência para manter tudo fresco, já que o "bebê da casa" não gosta de comer nada que tenha sido feito há mais de 3 dias.

Baseado na idade, peso, raça e necessidades de nutrientes de Lorelai o veterinário, que é o mesmo desde que ela tinha 2 anos, criou um cardápio especial que incluí bata-doce, cenoura ralada, carne moída ou frango desfiado, e berinjela que é a verdura favorita dela. E, o mais importante: tudo sem tempero. 

Foto do dia 08/08/2008, quando Adriana conseguiu a carteirinha da OAB, apesar de todos os livros e apostilas roídos por Lorelai (Foto: Acervo Pessoal).Foto do dia 08/08/2008, quando Adriana conseguiu a carteirinha da OAB, apesar de todos os livros e apostilas roídos por Lorelai (Foto: Acervo Pessoal).

"Ela esteve comigo nos meus momentos mais difíceis, o ano em que ela entrou na minha vida foi um ano muito pesado para mim. O que eu faço é por ela e para ela, não passa de retribuição de todo o cuidado que ela também tem comigo", justifica Adriana. 

Lorelai conquistou o coração de Adriana, que época nem pensava em ter cachorro ou qualquer animal de estimação, quando passeando por um shopping em Campo Grande depois do cinema ela passou pela vitrine em que uma bolinha de pelos branca e saltitante saltava e latia tentando chamar atenção.

Adriana entrou na loja e pediu para segurar a poodle que estava reservada há 3 dias para outra pessoa, naquele momento ela soube que precisava da cadelinha tanto quanto a cadelinha parecia pecisar dela. Então, ela convenceu a vendedora a cancelar a reserva e levou a cadelinha para casa. Esse é também um dos momentos mais marcantes na história das duas, do qual Adriana se lembra como um encontro, "Parecia que ela já me conhecia e me escolheu para cuidar dela".

O nome veio de uma lenda alemã sobre uma fada chamada Lorelai que viva na fronteira da Alemanha com a França, Adriana conta que sempre foi encantada pelo nome e que se tivesse uma filha algum dia, esse seria um nome provável, mas que se encaixou perfeitamente com a poodle.

Hoje Lorelai é a companheira da vida de Adriana, com bom humor ela relembra os anos de faculdade de direito e os incontáveis sapatos comidos e livros que acabaram com os cantos e até páginas inteira comidas. Ela entende como ninguém os sentimentos de Adriana, ficando por perto quando percebe a dona triste, desanimada ou cansada, em um episódio de crise em que Adriana sentiu muita dor, Lorelai deitou ao lado da mãe humana chorando, como se compartilhasse o mesmo sofrimento.

Lorelai e os convidados para seu debut em sociedade (Foto: Acervo Pessoal)Lorelai e os convidados para seu debut em sociedade (Foto: Acervo Pessoal)
Avó e Neta na mesa do bolo (Foto: Acervo Pessoal)Avó e Neta na mesa do bolo (Foto: Acervo Pessoal)

Para celebrar os 15 anos de amor e companheirismo que se tornou uma verdadeira relação de mãe e filha, Adriana fez uma festa com o tema Floresta Encantada para a sua “pequena fada da fronteira”, com direito a fotógrafa, buffet, vestido feito pela avó de Lorelai, com rendas e bordado a mão que fez o maior sucesso entre os convidados humanos e cachorros. No total a festa teve 14 convidados caninos e 50 pessoas entre amigos da família e a equipe do petshop que cuida da poodle há tanto tempo que já estabeleceu um laço de amizade.

A procura foi grande, Adriana disse que o mais difícil na organização foi achar um espaço que aceitasse os animais e que só conseguiu porque o dono do local também gosta muito de cachorros e resolveu comprar a briga com a sócia para permitir a festa. “No Rio de Janeiro por exemplo já existem espaços especializados nesse tipo de festa, mas Campo Grande ainda está muito atrasada nesse quesito”, relata.

No fim das contas, toda a organização ficou surpresa com o bom comportamento dos convidados, “disseram até que foi uma festa mais tranquila que a de muitas crianças. Nenhum cãozinho fez xixi e nem cocô no salão, não causaram briga e ainda comeram toda a comida que foi feita para eles”.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.