A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 11 de Dezembro de 2019

17/01/2019 08:55

Oficina de férias brinca para mudar hábitos e dar independência às crianças

Iniciativa de grupo de amigas psicólogas trabalha questões comportamentais e emocionais usando brincadeiras tradicionais e roda de conversa.

Gustavo Maia
Psicólogas resgatam brincadeiras antigas para trabalhar questões psicológicas com os pequenos. (Foto: Gustavo Maia)Psicólogas resgatam brincadeiras antigas para trabalhar questões psicológicas com os pequenos. (Foto: Gustavo Maia)

Férias geralmente é sinônimo de diversão, difícil é a vontade de continuar aprendendo durante essa folguinha da escola. Mas as psicólogas Laynara Vilagra e Thamyres Ribeiro resolveram arriscar e elaboraram uma oficina de férias com atividades para estimular a consciência socioambiental e corporal, a formação de valores, de hábitos sustentáveis de alimentação e de manifestação de ideias. É tanta coisa que até para nós, adultos, pode ficar difícil de entender, mas Laynara explica que na prática, toda criança entende. O que as psicólogas fazem é usar brincadeiras comuns para trabalhar emoções, sentimentos e outros aspectos do comportamento das crianças.

Essa é terceira edição da oficina chamada “Atividades de Potencialização Para Crianças”, que acontece sempre durante as férias de junho e de janeiro e é voltada para crianças de 4 a 11 anos. Nesta edição, a ideia foi abraçada também pelas psicólogas Maria Elisa Lacerda e Lídia Carolina Balabuch, para deixar o verão da meninada diferente e independente.

Crianças aprenderam a fazer slime. (Foto: Reprodução/Divulgação)Crianças aprenderam a fazer slime. (Foto: Reprodução/Divulgação)

“A gente não deixa as mães participarem exatamente porque a gente quer que a criança resolva os conflitos. Se tem uma briga, a gente senta e conversa pra resolver. E assim a gente vai desenvolvendo esses laços relacionais, promovendo o pensamento crítico na criança”, relata Laynara, lembrando que todo dia elas fazem uma roda de conversa com as crianças, quando algumas questões vêm à tona, como o caso de uma garotinha de cinco anos de idade que compartilhou com os novos amigos a tristeza da perda de parentes. Todas essas percepções geradas sobre o comportamento das crianças durante as oficinas são compartilhadas com os pais ao final, quando elas orientam sobre a necessidade ou não da busca por uma terapia ou uma investigação psicológica.

A ação, que começou ontem, vai até sábado, sempre das 13h30 às 17h, na Livraria Le Parole. O espaço é adaptado e assegurado para auxiliar os processos intelectuais, emocionais e relacionais dos pequenos. As vagas são limitadas, mas ainda dá tempo de participar.

Garotada fazendo a massa do slime. (Foto: Gustavo Maia)Garotada fazendo a massa do slime. (Foto: Gustavo Maia)

No primeiro dia da oficina elas atenderam ao pedido do momento e ensinaram as crianças a produzirem o slime, uma massa pegajosa que tem virado sensação entre a garotada. “Fazer o próprio slime é uma atividade que tem efeitos terapêuticos. Ao criarem, os pequenos exercitam a paciência, estimulam a imaginação e a criatividade. Mas o processo ainda contribui com o desenvolvimento motor e cognitivo, com o raciocínio, a sensorialidade, entre outras funções”, conta Laynara.

Hora da Jardinagem

No segundo dia, as crianças conhecerão a importância da valorização do meio ambiente e do desenvolvimento sustentável, pelo contato com plantas que usamos na alimentação. “A gente trabalha a questão ambiental e da importância de uma alimentação saudável trazendo mudinhas de verduras como cenoura, alface ou beterraba, e além de conhecer o alimento, eles também aprendem como cuidar dessa plantinha”, explica ela.

Mãozinhas que Produzem
Já no terceiro dia, a oficina é voltada para a arte. Trabalhando motivação, persistência e criatividade de forma educativa e lúdica por meio de pinturas, dobraduras, colagem, confecção de brinquedos alternativos, entre outros, a ideia é incentivar a criação livre. No final do dia rola uma exposição das obras feitas pelos artistas mirins, quando cada um explica o significado do que produziu.

Vamos Mexer e Estimular a Imaginação
Por último, no quarto dia, a ideia é trabalhar a psicomotricidade da garotada, com danças, alongamentos e todos os exercícios corporais oferecidos pelas brincadeiras. “Cada criança tem seu próprio esquema corporal, e a nossa intenção é permitir a compreensão da forma como essa criança toma consciência do seu corpo, usando as brincadeiras que possibilitam o desenvolvimento da imaginação, e do movimento”, revela Thamyres, uma das organizadoras do evento.

Para participar ou para ter mais informações é só ligar no telefone 99226-0351 ou no 99189-6794. A livraria Le Parole fica na rua Euclides da Cunha - 1126, no Jardim dos Estados.

Curta o Lado B no Instagram e no Facebook.

Oficinas são chance da garotada gastar toda energia e ainda desenvolver aspectos afetivos. (Foto: Gustavo Maia)Oficinas são chance da garotada gastar toda energia e ainda desenvolver aspectos afetivos. (Foto: Gustavo Maia)
Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.