ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, DOMINGO  26    CAMPO GRANDE 26º

Games

Hands-on: Jogamos Elden Ring, que lança hoje; veja o que achamos

Elden Ring está sendo lançado para Playstation 4 e 5, Xbox One e Xbox Series e PC

Por Patrick Weiller | 25/02/2022 16:57
Elden Ring está sendo lançado para Playstation 4 e 5, Xbox One e Xbox Series e PC.
Elden Ring está sendo lançado para Playstation 4 e 5, Xbox One e Xbox Series e PC.

Elden Ring está entre nós, hoje sendo o lançamento mundial do aguardado jogo da FromSoftware, feito por Hidetaka Miyazaki em conjunto com George R. R. Martin, criador de Game of Thrones no qual foi responsável por criar o mundo e tema de Elden Ring.

Elden Ring está sendo lançado para Playstation 4 e 5, Xbox One e Xbox Series e PC, as versões de consoles da geração passada garantem upgrade gratuito para o da nova geração.

A promessa é de que Elden Ring seja a porta de entrada pros jogos do estilo Souls Like (Demon e Dark Souls, Sekiro) por muitos terem receio de ser um jogo difícil e que pune o jogador, isso já é contornado neste novo título da FromSoftware e abaixo irei explicar o porque se você nunca jogou nenhum game da franquia, agora é chegada a hora de jogar este.

Como todo jogo da série Souls, você começa escolhendo sua classe, agora temos 10 opções que variam bastante, desde cavaleiro, mago e até samurai. Ao iniciar o jogo já vemos na apresentação que esse é um jogo AAA de peso, com um enredo muito bem trabalhado e trilha sonora épica, Elden Ring já cria o clima pra você mergulhar de vez em seu mundo.

O mundo de Elden Ring é enorme e traz muitos desafios.
O mundo de Elden Ring é enorme e traz muitos desafios.

O inicio já nos traz um tutorial muito competente que apresenta as mecânicas do jogo, e logo mais a frente como é clássico na série, um Boss muito forte que está ali propositalmente pra te matar e aí sim o jogo iniciar de fato.

Você então inicia no mundo das Terras Intermédias, pela primeira vez na franquia temos um mapa de mundo aberto e isso muda muito o jogo como um todo, dando a liberdade pro jogador começar e explorar da forma que quiser, seja no campo aberto, cavernas escuras, criptas com armadilhas, minas com labirintos, castelos com inimigos mais fortes. Para nos guiar temos a Orientação da Graça que aponta pra próxima traçando o caminho que deve ser seguido para o enredo ser explorado.

A exploração de mundo aberto tem a companhia de um “cavalo”, o corcel espectral Torrente, no qual você pode o chamar à qualquer hora e te auxilia inclusive em batalhas contra chefes pois você pode usar ataques estando montado nele, o que recomendamos que use uma arma de longo alcance. O mapa do jogo lembra muito The Legend of Zelda Breath of the Wild, no qual você não tem nenhuma referência até obter fragmentos do mapa na pedras com inscrições, porém o legal disso é que ele apenas revela a topografia, sem indicar o que tem ou indicar missões, como é comum em jogos de mundo aberto.

Uma das batalhas contra mini chefes dentro das muitas Dungeons do jogo.
Uma das batalhas contra mini chefes dentro das muitas Dungeons do jogo.

Na questão da dificuldade, o que torna esse jogo mais acessível à todos é que Elden Ring pune menos os jogadores, apresentando algumas vantagens com estatuas que você usa para reviver próximo à ela, não necessitando refazer um caminho longo para chegar a um Boss, você tem as invocações de espíritos que lhe ajudam nas batalhas e um indicador no mapa de onde você morreu e deixou sua experiência conquistada para retomá-la.

Sobre a parte gráfica, Elden Ring não possui uma referência gráfica de nova geração, como é de se esperar dos jogos da FromSoftware pois eles focam na jogabilidade e física, porém o mundo de Elden Ring tem uma direção de arte e atmosfera única, o que torna esse título muito bonito de ver e sem dúvidas é o jogo de melhor ambição técnica como é de produção que Hidetaka Miyazaki já fez.

Elden Ring mostra o porque estar levando notas máximas e entrando nos jogos com maior média no MetaCritic ao lado de The Legend of Zelda Breath of the Wild, Red Dead Redemption 2 e GTA V. O jogo é muito bem feito e entrega tudo com perfeição, com muito conteúdo que fará com que os jogadores criem comunidades e busquem informações para desenrolar todos os mistérios que as Terras Intermédias possuem.

Se você nunca jogou um jogo da série Souls, convido você à jogar Elden Ring, sua dificuldade é um desafio único de que só quem jogou os jogos 8 bits do Nintendinho lembra como era, porém não torna a experiência frustrante, recompensando o jogador com suas conquistas e toda a expansão de possibilidades e novos desafios que te aguardam.

Confira o trailer de lançamento do jogo:

Está matéria tem apoio e criação da Retro Gamers: Video Games Concept que fica no Shopping Campo Grande (67) 99264-4005.

Acompanhe o Lado B no Facebook, Instagram do Lado B e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui)

Nos siga no Google Notícias