ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  09    CAMPO GRANDE 11º

Moda

Com provador dentro de van, vendedora troca sacolas por boutique delivery

Por Anny Malagolini | 01/11/2013 06:57
Loja funciona em Van e tem até provador (Cleber Gellio)
Loja funciona em Van e tem até provador (Cleber Gellio)

As roupas que eram amarrotadas em sacolas e transportadas no bagageiro de um Fiat no foram parar na em um veículo van. O espaço ideal para transportar carga, virou Boutique Delivery, com direito a provador e roupas que chegam a custar R$ 400,00.

A famosa “sacolada” era feita por Alexsandra Faccin, de 37 anos. Foi assim durante oito anos, com a ajuda da irmã Deyse Faccin Nogueira, de 41 anos. Mas o negócio cresceu e elas criaram a loja itinerante em Campo Grande.

Alexsandra conta que a irmã entrou com o capital e ela com a habilidade de vender e as clientes que garantiu durante os anos de venda.

Há 25 anos trabalhando na empresa do marido, Deyse comenta que queria fazer algo diferente e resolveu ajudar a irmã caçula a aumentar os negócios e os rendimentos. “Foi um estalo durante uma conversa, mas depois até encontrei lojas semelhantes no Brasil”, explica.

Com o dinheiro gasto com a compra do veículo e as adaptações, que foram muitas, certamente daria para abrir uma boutique física em um dos endereços comerciais mais nobres da capital, a rua Euclides da Cunha, por exemplo. ”Seria mais uma loja, apenas isso e não teria o conforto que queremos levar as clientes”, diz Alexsandra.

As irmãs Alexsandra e Deyse.
As irmãs Alexsandra e Deyse.

Em 4 meses, o negócio virou sucesso e é motivo de fotos e muitas perguntas por onde as duas passam. Por dia, as irmãs chegam a rodar 100 quilômetros, mas para atingir isso, foi preciso muito trabalho e paciência, por conta da burocracia, comenta Deyse.

Segundo ela, uma das dificuldades enfrentadas, já que o tipo de negócio é novidade, é que a prefeitura não possui regra específica para uma loja ambulante. “O bombeiro vai vistoriar o carro? Não tem como, mas conseguimos o alvará, depois de muitas explicações”.

Como sofre com a dificuldade de achar roupas plus size, Deyse fez questão de colocar na loja tamanhos que vão do manequim 34 ao 50, peças a partir de R$ 100,00. Também há várias formas de pagamento. Sem caderneta, para comprar, a cliente pode optar até pelo boleto bancário.

Para as irmãs não tem hora ruim e a loja itinerante fica aberta o dia todo. “Já fui salvar cliente meia-noite”, relembra Alexsandra. Para chamar a loja, o telefone é 9985.5336 ou 9207.2215.

Com provador dentro de van, vendedora troca sacolas por boutique delivery
Nos siga no Google Notícias