A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Agosto de 2018

09/04/2018 07:34

Arroz de Braga é prato com alma portuguesa e linguiça produzida em Campo Grande

Thaís Pimenta
Arroz de Braga leva diversas carnes suínas, asinha de frango, ervilha fresca, linguiça calabresa, e repolho. (Foto: André Patroni/Assessoria)Arroz de Braga leva diversas carnes suínas, asinha de frango, ervilha fresca, linguiça calabresa, e repolho. (Foto: André Patroni/Assessoria)

Criado por um português no Brasil, o prato é uma homenagem do cozinheiro à cidade de origem, Braga, em Portugal. Foi pensado já em solo tupiquiniquim, por isso tem o nome "Arroz de Braga". O sabor se assemelha ao de uma feijoada, porém, de arroz. O prato leva diferentes carnes suínas defumadas, como a linguiça portuguesa, o bacon, o paio, a costelinha, além de asinha de frango, ervilha fresca e repolho.

Em Campo Grande, a colônia portuguesa preserva a tradição de servir, há 10 anos, sempre no mês de abril, o arroz de Braga, na Associação Luso Brasileira, o Clube Estoril. Em 2018, o almoço foi servido no domingo, porém o processo de preparação dos ingredientes exigiu uma trabalho desde a semana passada, já que defumação e montagem da linguiça portuguesa são feitas artesanalmente aqui na cidade.

De acordo com o Presidente do Estoril, Horácio Andrino, o processo para chegar no sabor perfeito é árduo e quem se responsabiliza por ele é Mário Nelson, que explica: "A gente compra os pernis de porco e seleciona as melhores partes da carne, daí corta em pedaços pequenos, coloca no canhão para sair no formato ideal e deixa defumar por dias. Depois em finalizo a casca dela em fogo brando".

Linguiça Portuguesa fez sucesso. (Foto: André Patroni)Linguiça Portuguesa fez sucesso. (Foto: André Patroni)
Dava para experimentar só ela. (Foto: André Patroni)Dava para experimentar só ela. (Foto: André Patroni)

Os sócios e amigos preparam a delícia em união, não existe ninguém contratado para trabalhar na cozinha ou no atendimento aos clientes. Assim, foram preparados cerca de 55kg de arroz de Braga para esta edição e pelo menos 500 pessoas fizeram o almoço em família no Clube por R$ 25,00.

Um dos responsáveis pela cozinha, o sócio Maurício Caetano Fonseca, explicou para o Lado B o passo a passo da receita, que começa pela defumação da carne. "Mas dá pra fazer em casa sem essa defumação sem problemas viu?", completa.

Durante o processo, existem alguns segredinhos para tornar o arroz mais saboroso. "A água que nós usamos para tirar a defumação da carne é a que cozinha o arroz, inclusive, ele é frito separado das carnes, assim como o repolho, para não despedaça-las. Só depois que o arroz já está no ponto é que misturamos tudo e deixamos cozinhar", explica.

O tempero leva alho, sal e coloral, o repolho também é cozido com o coloral. "O arroz tem que ser bem amarelinho, por isso usamos esse tempero". Se o sabor do prato estiver fraco, Maurício dá a dica. "Você pode jogar um fiozinho de azeite, mas azeite mesmo, do bom".

Gostou? As medidas, de acordo com a equipe de preparo, podem ser escolhidas de acordo com o que a pessoa quiser. Se não for muito fã de carne de porco, dá pra colocar mais frango. Se achar que com muitas carnes o prato fica enjoativo, você pode colocar mais arroz e dessa forma tornar a experiência ainda mais particular.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

Prato é servido na Associação Luso Brasileira de Campo Grande há 10 anos. (Foto: André Patroni)Prato é servido na Associação Luso Brasileira de Campo Grande há 10 anos. (Foto: André Patroni)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.