A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

12/04/2018 07:46

Casal abre a residência a desconhecidos para servir jantar elegante com vinhos

De dezembro de 2017 até hoje, os dois já devem ter realizado uns 20 jantares, calculam.

Thaís Pimenta
Cinco convidados e Will e Jary ao fundo, de branco, em um dos primeiros jantares oferecidos. (Foto: Acervo Pessoal)Cinco convidados e Will e Jary ao fundo, de branco, em um dos primeiros jantares oferecidos. (Foto: Acervo Pessoal)

William Mascarenhas Miranda e seu parceiro, Jary Novaes, decidiram que deveriam dividir a paixão pela gastronomia com as outras pessoas e, há cinco meses, abriram a porta de casa para receber gente que também gosta que comer e de cozinhar, mas não de maneira casual. Andam caprichando na recepção 

A ideia é europeia e vem chegando nos grandes centros, Rio e São Paulo há uns 5 anos. "Aqui em Campo Grande, acho que apenas eu e mais uma ou duas pessoas fazem, mas não sei se no mesmo contexto", explica.

De dezembro de 2017 até hoje, os dois já devem ter realizado uns 20 jantares, calculam. "Eu gosto de cozinhar e sempre gostei de comida de verdade, manteiga, massas, cremes e carnes suculentas. E o estilo do nosso jantar é confort food", explica William, sobre o conceito que remete à infância e às coisas mais simples da vida.

Will e Jary, atenção especial para a mesa bem posta. (Foto: Acervo Pessoal)Will e Jary, atenção especial para a mesa bem posta. (Foto: Acervo Pessoal)

São convidadas entre seis e oito pessoas ao jantar no bairro Monte Líbano que começa com a prova de amuse bouche, uma espécie de aperitivo, além de uma entrada, prato principal e sobremesa. "Harmonizo com os vinhos, sendo que a primeira garrafa, geralmente é um vinho branco, eu presenteio os meus convidados, dividindo-a entre entre eles juntamente com o amuse bouche", explica.

Para participar é preciso desembolsar a quantia de R$ 55,00, valor que se mantém até o mês de maio. Porém, a partir de julho, eles devem aumentar em R$ 5. "Lembrando que a primeira garrafa de vinho está inclusa e é dividida entre os convidados. E os vinhos a parte não passam de R$ 75 a garrafa", completa Jary.

Como Jary estuda fora da cidade, por vezes quem recebe a todos é o apenas Will. "Tenho uma amiga que me ajuda, a Dragana, e o mais bacana é que ela é francesa, então dá um toque a mais nas receitas".

O cantinho é decorado no estilo do casal e como não podia deixar de ser, os detalhes da mesa também são pensandos por eles. "É uma casa tipo de vó, cheia de telas, bibelôs e cristaleiras. Um ambiente muito harmonioso".

Quem vai ao jantar, geralmente aparece de forma natural, por meio de amigos, amigos de amigos e algumas que lhes procuram pelas redes sociais. "Por exemplo, nesta semana virá uma turma fechada de professores que trabalham na Universidade Estadual. Na semana passada convidei alguns amigos que trouxeram outros amigos e que metade deles não se conheciam e a noite foi bem agradável".

Os jantares começam as 21h, perdurando até meia noite e meia. Em alguns casos, foram até 3h30 da manhã, o que cai muito bem a Will, porque o lucro aumenta com venda de mais vinhos. "Como eu gosto e estudo sobre vinhos, de forma autodidata, eu vou pesquisando pra comprar, vou ao Paraguai também. Para não ser desonesto com meus convidados e comprar vinhos sem vergonha de 15 reais e vender por 150 como acontece por aí".

Os próximos encontros acontecem no dia 21, com 4 vagas disponíveis e no dia 28, com duas. Para saber mais ligue (67) 99158-5964.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

Geralmente, no cardápio, está inclusa uma massa. (Foto; Acervo Pessoal)Geralmente, no cardápio, está inclusa uma massa. (Foto; Acervo Pessoal)
Torta de limão é sobremesa servida (Foto: Acervo Pessoal)Torta de limão é sobremesa servida (Foto: Acervo Pessoal)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.