A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 16 de Dezembro de 2018

26/11/2018 07:08

Com 37 tipos de cuca e queijo caipira, lugar é simpático no café e chá da tarde

O lugar abre do café ao happy hour, com refeições caseiras feitas pela dona

Thailla Torres
Dupla simpática atende todos os dias. À esquerda, Carla é a gerente e à direita, Rosilei é a proprietária. (Foto: Marina Pacheco)Dupla simpática atende todos os dias. À esquerda, Carla é a gerente e à direita, Rosilei é a proprietária. (Foto: Marina Pacheco)

Com receitas ensinadas pela mãe, Rosilei Giombelli Mesquita, de 49 anos, resolveu apostar no próprio negócio, alugando o ponto na Rua São Paulo. Há um mês, o "Da Fazenda Produtos Coloniais" abriu as portas com a proposta de reproduzir o ar intimista da cozinha de casa com uma diversidade de ingredientes que ela traz da fazenda e prepara ali mesmo.

Pecuarista em São Gabriel do Oeste, Rosilei conta que chegou em Campo Grande para dar continuidade a sua produção de suspiros que há anos era um negócio familiar. Mas a vontade de cozinhar falou mais alto ao conhecer um cantinho fofo no bairro São Francisco, que agora serve café colonial, com carinho de quem faz de tudo para receber bem.

Bolinho de chuva assado para quem foge da fritura. (Foto: Marina Pacheco)Bolinho de chuva assado para quem foge da fritura. (Foto: Marina Pacheco)
Pizza aberta é salgo feito na casa. (Foto: Marina Pacheco)Pizza aberta é salgo feito na casa. (Foto: Marina Pacheco)

O lugar é pequeno, mas tem um charme pela decoração rústica, o cuidado com os doces e uma porção de geleias em potes pequeninos.

De terça a sábado, a partir da 7h30, o café da manhã tem pães fresquinhos, salgados, cucas gaúchas, chipas, pão de queijo, água saborizada, café preto, suco, rosquinhas e as geleias caseiras.

Doces de figo e mamão também entram no menu. Mas o carro-chefe fica por conta do bolinho de chuva assado, alternativa encontrada para atender a clientela que foge da fritura, sem perder o toque caseiro e regional da receita.

A vontade de cozinhar era colocada em prática só para a família, mas de tanto rodar a cidade em busca de receitas caseiras, Rosilei resolveu investir em um café mais rústico e trazer a experiência da fazenda para a capital. "Sou filha de pais gaúchos e descendentes de italianos. Minha mãe era uma cozinheira de mão cheia e na fazenda todos os pratos eram feitos por ela. Mas na cidade eu sentia falta daquele café preto que a gente sente o aroma em casa, aquele bolo fofinho feito à mão e o pão caseiro quentinho com todos os ingredientes naturais", explica Rosilei.

Por isso, a comerciante passou três meses reformando o ambiente para incluir uma decoração rústica que desse tom de aconchego ao lugar. Na mesa, as receitas de família que durante anos ela fez questão de aprender com a mãe e colocar em prática na cozinha de casa. "Aqui todos os nossos pratos são caseiros. Tem doces e queijos feitos na nossa fazenda".

Quindão, é o bolo com a mesma receita do quindim feito com coco ralado, gema de ovo e açúcar. (Foto: Marina Pacheco)Quindão, é o bolo com a mesma receita do quindim feito com coco ralado, gema de ovo e açúcar. (Foto: Marina Pacheco)
Mesa tem bolos, pães e doces caseiros. (Foto: Marina Pacheco)Mesa tem bolos, pães e doces caseiros. (Foto: Marina Pacheco)
Além de cafés, espaço serve água saborizada. (Foto: Marina Pacheco)Além de cafés, espaço serve água saborizada. (Foto: Marina Pacheco)

Mas a especialidade de Rosilei são as cucas, com receitas da mãe ensinadas no Paraná, onde nasceu. Aqui a receita de família ganhou complementos e recheios variados. Do café da manhã ao fim de tarde, são mais de 37 sabores. Algumas feitas sob encomenda. Entre as mais pedidas estão a goiabada com ricota, doce de leite, banana e uva.

As geleias também tem sabores variados, geleia de pimenta com gengibre, morango com pimenta, abacaxi com hortelã, maçã com canela e pimenta, pimenta com laranja, além de vinhos e suco de uva natural.

Na linha de bolos fofinhos, o que chama atenção é o quindão, bolo à base de quindim que leva gema de ovo, açúcar a coco ralado. Os bolos e doces são vendidos por quilo e os salgados custam em média R$ 5,00.

O café fica na Rua São Paulo, 234, Monte Castelo. O horário de funcionamento é das 7h30 às 18h de terça a sexta, aos sábados das 7h30 às 16h.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

O lugar é pequeno, mas charmoso pela decoração e a simpatia da dona. (Foto: Marina Pacheco)O lugar é pequeno, mas charmoso pela decoração e a simpatia da dona. (Foto: Marina Pacheco)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.